Australianas chamam basquete feminino dos EUA de time 'sujo'

quinta-feira, 7 de agosto de 2008 11:22 BRT
 

Por Alastair Himmer

PEQUIM (Reuters) - Antes do começo oficial dos Jogos de Pequim, as jogadoras australianas de basquete acusaram as norte-americanas, atuais campeãs olímpicas, de serem um time sujo.

As atletas dos EUA, no entanto, acreditam que suas rivais pela busca do ouro exageram quando reagem assim a uma tensa partida de preparação realizada nesta semana. A australiana Penny Taylor deixou a quadra com um olho roxo.

"Aquilo foi intencional", insistiu a também australiana Kristi Harrower, depois da derrota para as norte-americanas por 71 a 67. "Os cotovelos estavam levantados. Não sei se elas estavam tentando tirar algumas de nós dos Jogos Olímpicos."

A melhor jogadora da Austrália, Lauren Jackson, atirou lenha na fogueira ao avisar que "ossos podem ser quebrados" durante a competição de basquete nas Olimpíadas, cuja primeira partida ocorre no sábado.

Os EUA tentaram botar panos quentes na polêmica.

"Estou chocada", disse a técnica da equipe norte-americana, Anne Donovan, à Reuters, na quinta-feira. "Sempre que jogamos com a Austrália, esperamos um jogo de muito contato físico. A Austrália é um dos times que mais usa a força física."

"Aquele foi um jogo de contato porque os juízes permitiram que fosse assim. Houve um pouco de contato físico demais para o meu gosto -- e, obviamente, para o gosto das australianas. Mas, com certeza, não foi apenas um dos lados que atuou dessa forma."