Ex-velocista Marion Jones se apresenta à prisão nos EUA

sexta-feira, 7 de março de 2008 20:45 BRT
 

HOUSTON (Reuters) - A ex-velocista norte-americana Marion Jones se apresentou na sexta-feira a uma prisão federal do Texas, onde vai cumprir pena de seis meses por mentir a promotores a respeito do uso de anabolizantes que lhe ajudaram a ganhar cinco medalhas na Olimpíada de Sydney-2000.

Jones tinha prazo até terça-feira que vem para se entregar. Uma porta-voz do sistema prisional confirmou que ela se apresentou às autoridades do Centro Médico Federal Carswell, em Fort Worth, no Texas.

A ex-atleta, de 32 anos, já perdeu suas medalhas olímpicas (das quais três de ouro), e todos os seus tempos até setembro de 2000 foram apagados dos registros desportivos.

Durante anos ela negou que tenha usado doping, mas em outubro declarou-se culpada em dois processos por perjúrio.

Ela admitiu que mentiu a investigadores em 2003, quando negou ter conhecimento de que consumira a substância proibida THG antes dos Jogos de 2000. Numa audiência, o juiz Kenneth Karas sentenciou Jones a duas penas de seis meses de prisão.

A unidade penitenciária de Carswell recebe presos com problemas de saúde, mas nem todos os seus detentos estão doentes, segundo a porta-voz, que não informou se Jones foi encaminhada para lá devido a alguma razão médica.