Tevez lamenta expulsão "inexplicável" contra o Paraguai

segunda-feira, 8 de setembro de 2008 17:15 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O atacante argentino Carlos Tevez se mostrou consternado e arrependido pelo cartão vermelho que recebeu no sábado contra o Paraguai pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. O jogo em Buenos Aires terminou empatado em 1 x 1.

"Isso não pode voltar a acontecer", prometeu Tevez, que não viajou com a delegação que enfrenta o Peru na quarta-feira em Lima, pela oitava rodada. "Não encontro explicação para o que eu fiz. A partida estava tranquila, e eu sentia que era a minha partida", disse o atacante do Manchester United ao canal argentino de TV TyC Sports.

Em novembro, Tevez havia sido expulso contra a Colômbia, e cumpriu a suspensão no empate argentino de 1 x 1 contra o Equador em Buenos Aires.

Diante dos paraguaios, ele foi advertido aos 15 minutos por causa de uma falta violenta contra o meia Enrique Vera, e aos 30 foi expulso com um cartão vermelho direto por entrar de sola no zagueiro Darío Verón.

"Foram duas jogadas sem sentido, um esquentamento que me faz perder outra partida importante da seleção", admitiu o ex-corintiano.

Dizendo ter sentido "confiança" por parte do técnico Alfio Basile, Tevez disse: "Pedi desculpas aos meus companheiros, mas não aceitaram. Para eles, eu não tinha que pedir perdão. Isso me deixa tranquilo, porque me conhecem e sabem que se eu me faço expulsar, sou o primeiro prejudicado."

(Reportagem de Luis Ampuero)

 
<p>Tevez lamenta expuls&atilde;o 'inexplic&aacute;vel' contra o Paraguai. O &aacute;rbitro Carlos Eug&ecirc;nio Simon expulsa o atacante argentino Carlos Tevez. Tevez se mostrou consternado e arrependido pelo cart&atilde;o vermelho que recebeu contra o Paraguai pelas eliminat&oacute;rias da Copa do Mundo de 2010. 6 de setembro. Photo by Santiago Pandolfi</p>