Pequim se desculpa por fiasco na venda de ingressos da Olimpíada

quarta-feira, 31 de outubro de 2007 10:07 BRST
 

Por Nick Mulvenney

PEQUIM (Reuters) - Os organizadores da Olimpíada de Pequim admitiram na quarta-feira que subestimaram a demanda por uma segunda leva de ingressos para os Jogos de 2008, o que derrubou o sistema de vendas e os obrigou a suspender a operação.

A venda de 1,85 milhão de ingressos parou porque o site recebeu 20 milhões de acessos nas primeiras três horas de vendas, na terça-feira, e o processo foi suspenso no começo da noite (horário local).

"O Centro Olímpico de Ingressos de Pequim subestimou o entusiasmo das pessoas pelos Jogos. Pedimos sinceras desculpas ao público em geral pelo inconveniente", disse o diretor do centro, Rong Jun, em entrevista coletiva.

Além dos milhões de interessados no site, o call center recebeu 3,8 milhões de ligações, e longas filas se formaram nas mil agências credenciadas do Banco da China, segundo Rong.

"Tudo isso excedeu a capacidade de processamento do sistema. Isso se deveu ao processamento do banco de dados, não o tamanho da banda. Precisamos melhorar nossa capacidade do banco de dados. Estamos negociando com a equipe técnica um sistema mais abrangente", explicou o dirigente.

De acordo com Rong, o site tem capacidade para 1 milhão de acessos por hora, enquanto o sistema de reservas deveria conseguir vender 150 mil ingressos por hora.

Rong disse que os organizadores estão cientes de que muita gente tirou um dia de folga ou fez outros sacrifícios para tentar comprar os ingressos. Ele leu uma carta pedindo desculpas ao público.

"Não fornecemos um serviço satisfatório", dizia um trecho. "Vamos fornecer uma solução razoável para o problema, e espero que o público continue apoiando nosso trabalho."   Continuação...