December 3, 2007 / 9:27 AM / in 10 years

Corinthians culpa ex-presidente e arbitragem por rebaixamento

4 Min, DE LEITURA

Por Tatiana Ramil

PORTO ALEGRE (Reuters) - Culpa da gestão anterior. Essa foi a explicação da diretoria do Corinthians para o rebaixamento do clube para a Série B do Campeonato Brasileiro.

"O time caiu por causa de uma administração de 15 anos com muitos problemas. Ela é a maior culpada", disse o presidente do clube paulista, Andrés Sanchez, que assumiu o cargo em outubro, após a renúncia de Alberto Dualib, em meio a denúncias de corrupção no clube e de lavagem de dinheiro.

"Hoje somos uma torcida magoada e um clube massacrado. Chegamos ao fundo do poço. Mas que (a situação) vai mudar, vai mudar", completou ele.

O dirigente prometeu "criatividade, competência e honestidade" para administrar o clube a partir de agora e pediu paciência à torcida neste momento difícil.

Aos prantos, o vice-presidente de futebol, Antoine Gebran, anunciou a sua saída do cargo, como era previsto.

Ele também citou os dirigentes anteriores como responsáveis pela queda à Série B e foi mais duro que o presidente. "Foi uma herança maldita. Pegamos o barco andando", declarou Gebran, sem esquecer que a equipe é limitada.

"O presidente, com sua nova diretoria, vai trazer reforços. O Corinthians precisa de reforços, de jogadores que tenham amor ao Corinthians", afirmou.

Gebran reclamou ainda do lance do segundo gol do Goiás na vitória de 2 x 1 sobre o Internacional. Paulo Baier desperdiçou duas cobranças, defendidas pelo goleiro Clemer. O assistente da arbitragem mandou repetir as cobranças porque o arqueiro se adiantou. Na terceira cobrança, Élson marcou o gol que garantiu o time goiano na Série A e decretou o rebaixamento corintiano.

"Eu nunca vi um pênalti ser batido três vezes e mudar o batedor até fazer o gol. Sacanagem. A vida do Corinthians estava em jogo... Fomos prejudicados (no campeonato). Agora não adianta chorar, mas fomos", disse.

Pontos Em Casa

Para o técnico Nelsinho Baptista, o Corinthians desperdiçou a chance de permanecer na elite do futebol brasileiro ao perder pontos em São Paulo.

"Os pontos em casa fizeram falta. Perdemos para Sport e Vasco. Só aí são seis pontos", declarou o técnico, que não quis confirmar sua permanência no time.

Sobre o jogo contra o Grêmio, ele lamentou o gol sofrido logo no primeiro minuto de partida, em uma jogada de bola parada.

"Tomamos o gol muito cedo e isso nos atrapalhou bastante."

Nelsinho acrescentou que a segunda divisão pode ser uma lição para o Corinthians, após os problemas administrativos.

"Estamos tristes, mas outros grandes clubes também tiveram essa infelicidade... Às vezes a gente precisa cair para se levantar, começando do zero", disse o treinador, campeão brasileiro com o Corinthians em 1990.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below