Vôlei feminino do Brasil chega à 1a final olímpica com folga

quinta-feira, 21 de agosto de 2008 12:47 BRT
 

Por Alberto Alerigi Jr.

PEQUIM (Reuters) - A seleção feminina de vôlei do Brasil conseguiu nesta quinta-feira se classificar para a primeira final olímpica na história, superando a atual campeã China por 3 sets a 0 e livrando o time do peso do fracasso de 2004.

Em Atenas, o Brasil disputava a semifinal com a Rússia e estava na frente com o placar em 24 a 19, mas acabou desperdiçando seis match points e perdeu o jogo. Agora, após quatro anos de trabalho do técnico José Roberto Guimarães na formação do time, as brasileiras mostraram concentração e determinação para enfrentar uma equipe que jogava em casa e saiu na frente do marcador.

Após a quinta semifinal olímpica desde os Jogos de 1992, o Brasil vai pegar na decisão a seleção dos Estados Unidos, no sábado, que derrotou de maneira surpreendente a tradicional rival brasileira Cuba por 3 sets a 0.

"É a coisa melhor do mundo (chegar à final), me sinto gratificado com elas jogando tão bem sem que os outros estejam jogando mal", disse Zé Roberto após a vitória, sobre o fato de seu time ter disputado sete jogos em Pequim sem ter perdido um set sequer.

No final da partida, que o Brasil venceu por parciais de 27-25, 25-22 e 25-14, a comissão técnica chegou a vibrar mais que as próprias jogadoras.

O jogo não chegou a ser um passeio, e o primeiro set foi o mais complicado, com o time brasileiro mostrando nervosismo e desorganização. "Se tivéssemos perdido o primeiro set teria sido um pouco complicado porque teríamos que correr atrás", disse Zé Roberto.

A capitã Fofão, que participa de sua última Olimpíada, concordou. "A gente demorou um pouco para colocar a cabeça no lugar. Isso é sinal de amadurecimento, porque um tempo atrás a gente já se desesperava", disse a jogadora, que participou da Olimpíada de Atenas, referindo-se ao Brasil ter começado o primeiro set perdendo por uma diferença de quatro pontos.

Segundo ela, o jogo com os EUA, que passaram por cima de uma Cuba que cometeu tantos erros que deixou o técnico Zé Roberto surpreso com a performance das arquirivais, "será muito difícil, pois elas ganharam uma confiança muito grande com a vitória sobre Cuba".   Continuação...

 
<p>As jogadoras do Brasil comemoram ponto durante partida pela semi-final do v&ocirc;lei. A sele&ccedil;&atilde;o feminina de v&ocirc;lei do Brasil conseguiu nesta quinta-feira se classificar para a primeira final ol&iacute;mpica na hist&oacute;ria, superando a atual campe&atilde; China por 3 sets a 0 e livrando o time do peso do fracasso de 2004. Photo by Stefano Rellandini</p>