Treinar a Inglaterra será meu último emprego, diz Capello

sábado, 15 de dezembro de 2007 14:26 BRST
 

MILÃO (Reuters) - Fabio Capello, novo técnico da Inglaterra, disse que o novo emprego será o último em sua carreira no futebol e reconheceu que terá uma trabalho árduo pela frente.

O italiano de 61 anos foi confirmado na sexta-feira e sucede Steve McClaren, que foi demitido no mês passado, após a Inglaterra não ter conseguido a classificação para a Euro 2008.

"Esta é a coroação final da minha carreira. Seria muito bom terminá-la da melhor maneira", disse Capello à Rai TV neste sábado.

Capello, que ganhou pelo menos um título nos quatro clubes em que dirigiu, estava trabalhando como comentarista pela Rai depois de ter sido demitido do Real Madrid em junho, apesar de ter conquistado o título espanhol pelo clube.

"Este é outro desafio que é parte do trabalho (como treinador), mas este desafio será mais lento e mais complicado porque eu preciso estudar mais do que se fosse o treinador de um clube", disse ele.

"Nós queremos fazer o trabalho muito bem e há uma expectativa muito grande quanto a isso e eu acho que com minha equipe (de assistentes) nós vamos atingir grandes objetivos."

O ex-treinador de Milan, Roma e Juventus irá levar quatro auxiliares italianos com ele para dirigir a Inglaterra e deu a entender que a federação inglesa queria um técnico europeu, já que manteve conversações com o português José Mourinho, ex-técnico do Chelsea.

"Mourinho é mediterrâneo como eu, um mediterrâneo na Inglaterra", acrescentou ele ao reconhecer que o ex-técnico da seleção italiana Marcello Lippi e o ex-técnico da Alemanha Juergen Klinsmann também estavam na disputa.

"É simplesmente uma honra estar nesse grupo", disse ele.

 
<p>Imagem de arquivo do t&eacute;cnico de futebol Fabio Capello. Fabio Capello, novo t&eacute;cnico da Inglaterra, disse que o novo emprego ser&aacute; o &uacute;ltimo em sua carreira no futebol e reconheceu que ter&aacute; uma trabalho &aacute;rduo pela frente. Photo by Felix Ordonez</p>