Quero Brasil jogando sem medo, diz Pelé, homenageado no Mineirão

quarta-feira, 18 de junho de 2008 21:41 BRT
 

Por Pedro Fonseca

BELO HORIZONTE (Reuters) - Ao ser homenageado como primeira personalidade do futebol a gravar os pés na calçada da fama do Mineirão, Pelé afirmou nesta quarta-feira, antes do jogo Brasil x Argentina, que a equipe do técnico Dunga não pode ter medo de atacar.

O ex-jogador, que também foi homenageado no gramado do estádio antes do início da partida pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, disse que, apesar de contar com bons jogadores, a seleção brasileira não tem espírito de equipe.

"Quero ver a seleção jogando sem medo", afirmou Pelé, cercado por uma multidão de jornalistas e câmeras após chegar ao estádio, onde foi acompanhado pelo governador de Minas Gerais, Aécio Neves.

"A forma de jogar da equipe está deixando o pessoal preocupado, perdeu da Venezuela, perdeu do Paraguai", acrescentou. "O Brasil tem ótimos jogadores, mas não existe um conjunto."

Para Pelé, a pressão enfrentada pelo técnico Dunga depois das derrotas por 2 x 0 para Venezuela (em amistoso) e Paraguai (pelas eliminatórias, no domingo, em Assunção), se deve justamente pela falta de ofensividade do time.

"O Brasil sempre gostou de jogar atacando, não defendendo, por isso que está acontecendo esse problema com o Dunga", disse Pelé, sobre as várias críticas recebidas pelo treinador desde os últimos jogos.

Dunga tem 29 jogos comandando a seleção, com 19 vitórias, 6 empates e 4 derrotas.

Pelé acredita que Brasil e Argentina têm as mesmas chances de vitória na partida desta quarta-feira, que é encarada por ambos os times como decisiva após resultados negativos na última rodada do torneio. A Argentina, jogando em Buenos Aires, empatou por 1 x 1 com o Equador graças a um gol nos acréscimos.

"É um jogo muito importante para os dois times, temos que respeitar a Argentina porque as duas equipes são iguais. Mas o Brasil tem condições de conseguir vencer", afirmou.

 
<p>Pel&eacute; recebe trof&eacute;u no est&aacute;dio do Mineir&atilde;o, em Belo Horizonte, antes da partida entre Brasil e Argentina. Photo by Bruno Domingos</p>