Cubano agride árbitro no taekwondo e é excluído do esporte

sábado, 23 de agosto de 2008 10:19 BRT
 

Por Ian Ransom

PEQUIM (Reuters) - Angel Valodia Matos, de Cuba, acertou um chute na cabeça do árbitro de sua luta pelo bronze na categoria pesado do taekwondo contra Arman Chilmanov, do Cazaquistão, e recebeu uma suspensão vitalícia do esporte.

O treinador de Matos também foi suspenso pelo comportamento considerado por uma autoridade do taekwondo como "uma violação grave do espírito do taekwondo e dos Jogos Olímpicos".

"As punições têm efeito imediato e são as seguintes: exclusão definitiva do técnico e do atleta por toda a vida de todos os campeonatos promovidos pela WTF", disse o dirigente, referindo-se à Federação Mundial de Taekwondo (WTF, na sigla em inglês).

"Todos os resultados deste atleta nos Jogos de Pequim serão imediatamente deletados", acrescentou ele, sob aplausos do público na arena.

O cubano liderava a luta por 3 a 2 no segundo round da luta quando os técnicos dos dois lutadores invadiram o tatame para discutir com o juiz, após ele ter interrompido o combate, aparentemente em favor de Chilmanov.

Matos havia recebido tratamento para uma contusão no pé.

Depois de uma discussão acalorada no tatame, Matos acertou o juiz na cabeça com um chute alto. Ele também acertou outro árbitro.

Matos foi desclassificado e escoltado para fora da arena. Pouco depois, as autoridades internacionais do taekwondo anunciaram a suspensão por toda a vida para o cubano e seu treinador.

 
<p>Cubano Angel Valodia Matos chuta o &aacute;rbitro Chakir Chelbat, da Su&eacute;cia, durante luta de taekwondo dos Jogos de Pequim, neste s&aacute;bado. O cubano foi expulso definitivamente do esporte pela agress&atilde;o. Photo by Issei Kato</p>