9 de Agosto de 2008 / às 07:44 / em 9 anos

Acrescente um pouco de sensualidade ao esporte, e é ouro

<p>A nadadora americana Amanda Beard posou nua em um cartaz de protesto contra o uso de peles de animais. Photo by Alessandro Bianchi</p>

Por Belinda Goldsmith

PEQUIM (Reuters) - Sensualidade e esporte. É uma mistura irresistível e que atletas olímpicos não têm mais vergonha de usar para impulsionar suas carreiras esportivas.

A nadadora americana Amanda Beard, campeã olímpica, posou nua na revista Playboy no ano passado e, em Pequim, tirou a roupa para uma campanha publicitária em protesto contra o uso de peles.

Os atletas britânicos Phillips Idowu, do salto triplo; Rebecca Romero, ciclista; e Gregor Tait, nadador, foram fotografados nus em poses esportivas para uma campanha publicitária de uma bebida energética.

Jogadoras de vôlei de praia são as primeiras a admitir que usar biquíni ajudou em suas popularidades -- e jogadores masculinos invejosos têm brincado com isso, afirmando que pretendem jogar sem camisa.

“Nesse mercado competitivo, você tem que se destacar de outros atletas e o tabu de posar para a Playboy começou a cair”, afirma Richard Deitsch, editor assistente do site da Sports Illustrated.

“As pessoas quase não piscaram quando Amanda Beard apareceu na Playboy, mas 10 ou 15 anos atrás isso teria causado muito mais escândalo nos Estados Unidos.”

Com os Jogos de Pequim em andamento, com mais de 10.500 atletas em perfeita forma, páginas na internet estão publicando galerias de fotos e listas com os olímpicos mais quentes.

A porta-voz da Playboy, Lauren Melone, afirmou que foi publicada uma edição especial com os atletas olímpicos que apareceram na revista ao longo dos anos, como a medalhista de ouro em Atenas Amanda Beard, Amy Acuff, do salto em altura, e a patinadora Katarina Witt.

Dara Torres, nadadora mais velha da equipe americana aos 41 anos, apareceu em uma foto sexy na revista Maxim.

A nadadora australiana Stephanie Rice esteve na capa da revista masculina FHM e também posou para anúncios publicitários de roupas de baixo com seu ex-namorado, o também nadador australiano Eamon Sullivan.

Leryn Franco, de 26 anos, lançadora de dardo do Paraguai, está competindo em sua segunda Olimpíada em Pequim, graças à sua segunda carreira, de modelo.

“Ser modelo é uma maneira de eu continuar com meu esporte, as horas são flexíveis, e você pode ganhar um bom dinheiro com sessões de fotografia e passarela”, disse Franco à Reuters.

Mas Deitsch afirma que, para fãs mais exigentes do esporte, a aparência ou o apelo sexual de um atleta pode torná-lo mais interessante, mas somente se ele for vencedor em seu esporte.

Ele disse que dois bons exemplos de estrelas do esporte que usaram seu visual para construir uma imagem foram o jogador inglês de futebol David Beckham e a tenista russa Maria Sharapova.

“No final das contas, você tem que ser um atleta primeiro e uma beldade depois”, disse ele.

“Mas quando você tem alguém que é fantástico nas duas coisas, então você está olhando para uma marca global.”

Reportagem adicional de Javier Leira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below