October 23, 2007 / 2:51 AM / 10 years ago

Hamilton planeja homenagem a Senna em SP

3 Min, DE LEITURA

<p>O piloto Lewis Hamilton pretende visitar o t&uacute;mulo de seu her&oacute;i de inf&acirc;ncia Ayrton Senna depois que o t&iacute;tulo da temporada tiver sido decidido, no domingo, em S&atilde;o Paulo. Foto de Hamilton em um jogo de bastaque (Minnesota Timberwolves x Boston Celtics) em Londres, 10 de outubro. Photo by Dylan Martinez</p>

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - O piloto Lewis Hamilton pretende visitar o túmulo de seu herói de infância Ayrton Senna depois que o título da temporada tiver sido decidido, no domingo, em São Paulo.

Se tudo correr bem para Hamilton no dia 21, o novato de 22 anos chegará ao cemitério do Morumbi já como campeão mundial de Fórmula 1.

"Isso é definitivamente algo que eu gostaria de fazer. Vou achar muito emocionante e tocante ir lá", disse o piloto a jornalistas na quarta-feira.

Mas a visita só vai ocorrer mesmo depois de decidido o campeonato. "É importante ter a cabeça limpa para o fim de semana da corrida, e seria emocionante demais (ir ao cemitério) antes da corrida", explicou.

Hamilton chega à última prova da temporada com quatro pontos à frente do seu colega de equipe, o espanhol Fernando Alonso, e sete à frente do finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari.

Depois de sair da pista e desperdiçar a chance de se tornar campeão mundial no domingo passado, em Xangai, Hamilton diz estar novamente concentrado e relaxado.

"Tenho muita confiança em mim. É duro saber que o Mundial estava ali e eu não peguei, mas ainda está aí para eu ganhar. Ainda estou na liderança e ainda tenho uma boa chance, então me sinto bastante bem."

"Estou mentalmente mais forte depois do fim de semana na China. Alguns pilotos estariam com um pé atrás, mas eu pego as coisas negativas e as transformo em positivas. Tive uma temporada muito boa," declarou.

A McLaren promete igualdade de tratamento a seus dois pilotos, embora não haja dúvidas de que a equipe prefira a vitória de Hamilton, depois dos desentendimentos que teve com o bicampeão Alonso.

Hamilton disse que vai refrear sua vontade natural de ganhar a corrida para não prejudicar suas chances de ser campeão. "Alguma parte da minha cabeça estará focada no resultado final, isto é, ganhar o Mundial e não a corrida, mas eu vou para ganhar. Porém, entendo a posição em que estou e o que tenho de fazer."

"Meu objetivo é terminar no pódio, e sei que não posso assumir riscos. Talvez eu tenha assumido um risco na corrida passada", analisou.

Com chance de se tornar o piloto mais jovem a vencer o campeonato, Hamilton deu um recado à torcida britânica, que não comemora um título desde o de Damon Hill, em 1996: "Tenho de pedir desculpas por mantê-los em suspense (após a falha na China). Mas tenho bastante certeza de que eles vão ficar felizes. Eu nunca disse que vou ganhar, mas, se eu me empenhar o suficiente, irei bem. A F1 é o auge do esporte motor, e qualquer coisa pode acontecer. Tenho 22 anos, então vou ficar aqui por algum tempo."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below