Torcedores são expulsos de jogo após confusão em Melbourne

terça-feira, 15 de janeiro de 2008 12:46 BRST
 

Por Simon Cambers

MELBOURNE, Austrália (Reuters) - Os distúrbios provocados pela platéia voltaram a acontecer no Aberto da Austrália, nesta terça-feira, pelo segundo ano consecutivo, quando torcedores vestidos com as cores da Grécia foram expulsos do evento pela polícia.

O confronto, que contou com o uso de spray de pimenta por parte dos policias, aconteceu durante uma partida da primeira rodada envolvendo o finalista do ano passado Fernando González, do Chile, e Konstantinos Economidis, um jogador grego que ocupa a 142a posição do ranking.

González perdia o segundo set por 1-2 (depois de ter vencido o primeiro por 6-4) quando o jogo foi interrompido por cerca de dez minutos para que a polícia retirasse os torcedores da quadra.

Em um comunicado, a polícia afirmou ter recorrido ao spray de pimenta por temer pela segurança de seus homens, após os torcedores terem começado a se comportar de forma agressiva e ameaçadora, cantando o que foi descrito como "coros agressivos."

Três pessoas foram expulsas e interrogadas sob a acusação de agredirem policiais, de resistirem às ordens e de insultarem os agentes das forças de segurança.

Testemunhas contaram que o problema começou quando a polícia interveio para coibir cerca de 40 torcedores que cantavam em altos brados entre um ponto e outro, na partida realizada na Margaret Court Arena.

"Havia cerca de oito vezes mais chilenos do que gregos, mas os gregos estes concentrados em um canto da quadra, cantando e fazendo muito barulho. Estávamos olhando González quando, de repente, não sei bem por que, um policial apareceu," afirmou Stephen Butterick, um produtor da Rádio BBC.

A partida foi reiniciada, mas acabou interrompida uma vez mais, um ponto depois, quando houve mais problemas com o grupo. O jogo acabou sendo reiniciado.

O conflito ocorreu um ano depois de torcedores croatas e sérvios terem brigado e trocado insultos no torneio, resultando na expulsão de 150 pessoas do local.