Relatório acusa astros do beisebol de uso de esteróides

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007 20:30 BRST
 

Por Larry Fine

NOVA YORK (Reuters) - Barry Bonds, Roger Clemens e dezenas de outros astros do beisebol foram citados na quinta-feira no aguardado Relatório Mitchell sobre o uso de esteróides, que a Major League espera que sirva para recuperar sua imagem.

O ex-senador George Mitchell usou termos duríssimos e propôs testes-surpresa, o ano todo, como forma de conter o uso disseminado do doping nos 30 times da liga norte-americana. Ele criticou os donos dos times por ignorarem o problema e a Associação de Jogadores por resistir aos exames antidoping.

Alguns dos maiores astros dos últimos anos foram citados nominalmente como usuários de esteróides: Clemens, Bonds, Andy Pettitte, Jason Giambi, Gary Sheffield, Eric Gagne, Miguel Tejada e David Justice.

"Há mais de uma década há um uso ilegal disseminado de esteróides anabolizantes e de outras substâncias de melhoria do desempenho por jogadores da Major League Baseball em violação da lei federal e da política do beisebol", disse Mitchell em entrevista coletiva.

"A reação do beisebol foi lenta e inicialmente ineficaz", acrescentou o ex-senador, que promoveu uma investigação sobre o caso a pedido do comissário da Major League, Bud Selig, a partir de março de 2006.

Resta saber se os jogadores citados vão ser punidos, mas o relatório aconselha a não impor sanções aos jogadores pelo uso do doping no passado, a não ser que Selig considere que "a conduta é tão séria que a disciplina é necessária para manter a integridade do jogo."

Segundo Mitchell, o uso de esteróides --que fortalecem os músculos rapidamente -- era tão disseminado que "centenas de milhares de crianças" também estavam usando-os nos esportes.

"Cada norte-americano, não só os fãs do beisebol, deveria ficar chocado com essa perturbadora verdade", afirmou.