Argentinos estranham confronto contra seu ex-treinador Bielsa

segunda-feira, 8 de outubro de 2007 18:24 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - Vários jogadores da seleção argentina disseram que vão achar estranho ver seu ex-treinador Marcelo Bielsa no banco do Chile, durante a estréia das eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2010, no sábado, em Buenos Aires.

A Argentina faz sua segunda partida na quarta-feira seguinte contra a Venezuela, em Maracaibo.

A maioria dos jogadores convocados por Alfio Basile esteve com Bielsa na equipe medalha de ouro da Olimpíada de Atenas-04, depois de participar com ele também da Copa do Mundo de 2002.

"Será estranho enfrentar Bielsa, porque é um treinador que tivemos sempre, mas é assim", disse o zagueiro Fabrício Coloccini, do Deportivo La Coruña, ao desembarcar em Buenos Aires.

"Não temos que pensar que ele seja o treinador da outra equipe, temos de centrar nossas energias para dar tudo pela Argentina", acrescentou.

O meia Esteban Cambiasso, da Inter de Milão, também acha que "será estranho ver Bielsa no banco rival". "Mas temos de pensar na nossa equipe e fazer o melhor pela Argentina", completou.

O veterano e versátil Javier Zanetti, companheiro de Cambiasso na Inter, acha que a Argentina terá "uma vantagem por [jogar] contra um técnico que conhecemos".

Lionel Messi, um dos mais assediados por jornalistas e torcedores no aeroporto, havia dito que estava muito animado de jogar pela seleção em seu país. "Estou realizando meu sonho de jogar na Argentina e com esses grandes jogadores", disse o jovem meia do Barcelona.

Messi, que se queixou dos poucos dias de treino antes do início das eliminatórias, disse que gostaria de fazer dupla de ataque com Sergio Aguero, do Atlético de Madri.

"É um grande jogador, mas isso quem vai decidir é o técnico, porque há outros jogadores, como Javier [Saviola, do Real Madrid] e Carlitos [Tevez, do Manchester United]."

(Por Luis Ampuero)