COI exalta eventos-teste como sinal de sucesso dos Jogos de 2008

terça-feira, 23 de outubro de 2007 09:23 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - Pequim está na reta final dos preparativos olímpicos para os Jogos de 2008 e o "êxito" dos eventos-teste realizados na cidade é um indicativo de otimismo para o sucesso da Olimpíada, disse nesta terça-feira o chefe da comitiva de inspeção do Comitê Olímpico Internacional (COI)

A cidade está realizando 42 eventos-teste antes do início da Olimpíada, em 8 de agosto, e o presidente da Comissão de Coordenação do COI), Hein Verbruggen, disse que a resposta de atletas e federações até agora foi positiva.

"O êxito até agora desses eventos nos dá grande otimismo para os Jogos de agosto que vem, especialmente porque ainda temos algum tempo para lidar com as questões que de fato apareceram durante esses eventos esportivos", disse ele na sessão de abertura da nona e penúltima visita da comissão à capital chinesa.

Verbruggen disse ainda que o trabalho a ser feito pelos organizadores nos 290 dias que faltam para a cerimônia de abertura pode fazer uma grande diferença para os Jogos.

"É como com um fundista. Nosso sprint final pode ser a diferença entre a medalha de ouro e a medalha de prata quando se trata da organização dos Jogos."

A comissão visitou Hong Kong a caminho de Pequim para inspecionar o local das provas equestres dos Jogos, que serão realizadas na ex-colônia britânica devido a problemas de quarentena na China continental.

"Estamos vendo lugares de primeira linha sendo construídos para os Jogos, e com uma forte tradição equestre em Hong Kong, estamos convencidos de que veremos grandes desempenhos equestres em 2008," disse Verbruggen.

O ministro chinês dos Esportes, Liu Peng, referiu-se em seu discurso ao congresso do Partido Comunista realizado na semana passada.

"O 17o Congresso do Partido fez da preparação e organização para os Jogos de 2008 uma missão magnífica e claramente exigiu que realizemos uma boa Olimpíada e Paraolimpíada", afirmou.

Os notórios problemas de poluição e tráfego na cidade devem ser um destaque da pauta nos três dias de reuniões entre os organizadores de Pequim e os membros do COI.

(Por Nick Mulvenney)