14 de Junho de 2008 / às 01:52 / 9 anos atrás

Robinho diz que seleção precisa mostrar vontade de estar na Copa

<p>Robinho brinca com a bola durante treino em Teres&oacute;polis em 13 de junho de 2008. O Brasil joga contra o Paraguai e a Argentina nas eliminat&oacute;rias da Copa do Mundo de 2010 nos dias 15 e 18 de junho, respectivamente. Photo by Bruno Domingos</p>

Por Pedro Fonseca

TERESÓPOLIS (Reuters) - O atacante Robinho acredita que o Brasil terá de provar nas partidas contra Paraguai e Argentina na próxima semana que tem jogadores de qualidade realmente com vontade de disputar a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

O Paraguai, adversário de domingo em Assunção, é o líder das eliminatórias sul-americanas para o Mundial, com 10 pontos. A Argentina, que enfrenta a seleção brasileira em Belo Horizonte na próxima quarta-feira, está em segundo lugar, com 9 pontos. O Brasil vem em terceiro, um ponto atrás.

"Esse é o momento para a seleção mostrar que quer estar na Copa do Mundo e que tem jogadores de capacidade. A gente vem de uma derrota num amistoso, e agora são dois jogos importantes que a gente não pode pensar em perder", disse o atacante do Real Madrid, nesta sexta-feira.

"São dois jogos decisivos e nós temos que mostrar o nosso futebol tanto no Paraguai contra no Mineirão contra a Argentina", acrescentou o jogador, antes do último treino da equipe na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), para as próximas partidas.

A seleção brasileira, que deste terça-feira está concentrada no centro de treinamento, foi derrotada por 2 x 0 pela Venezuela em seu último amistoso, na semana passada, resultado que aumentou a pressão por bons resultados nas próximas partidas.

Durante a preparação da equipe para as eliminatórias, o técnico Dunga confirmou a escolha tática da equipe com três volantes e apenas um jogador ofensivo no meio-campo, sabendo que uma derrota deixaria o Brasil cinco pontos atrás dos líderes.

O Paraguai, por sua parte, formou com o trio de atacantes Nelson Haedo Valdez, Salvador Cabañas e Roque Santa Cruz em seu treinamento na quinta-feira.

Para Robinho, a seleção paraguaia deve partir para o ataque contra a seleção brasileira, e a equipe não pode aceitar a pressão adversária.

"Pelo fato de jogarem em casa, com estádio lotado, acredito que eles virão para cima", afirmou o atacante. "Vai ser um jogo difícil, o Paraguai vai estar muito motivado, e não pode faltar também vontade, gás e disposição da nossa parte. O Brasil tem que atacar, mas sabemos que não pode deixar espaço para o time deles sair no contra-ataque."

Apesar de a partida com a Argentina no Mineirão, já com todos os ingressos vendidos, ser considerado o grande jogo do ano para a seleção, Robinho disse que os jogadores não podem perder o foco no Paraguai, que venceu três dos últimos sete jogos contra o Brasil.

"Temos que ir adversário por adversário, a gente não pode estar com a cabeça na Argentina, sendo que tem um jogo com o Paraguai e que é tão importando contra a Argentina", disse Robinho, que jogará ao lado de Luis Fabiano no ataque do Brasil.

Após o treino coletivo desta manhã, a seleção brasileira deixa a Granja Comary e viaja à noite para Assunção.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below