Para Schumacher, largar em sua 1a prova de moto já será lucro

sábado, 29 de março de 2008 13:06 BRT
 

MILÃO (Reuters) - Aposentado da Fórmula 1, o ex-campeão mundial Michael Schumacher descartou qualquer chance de vitória quando ele participar pela primeira vez de uma corrida competitiva de moto, que acontecerá domingo, na Itália.

Aos 39 anos, o alemão, cujos sete títulos mundiais e as 91 vitórias na Fórmula 1 o transformaram no piloto mais bem-sucedido da categoria, disse que ficaria feliz em apenas fazer parte do grid de largada para a categoria menor da KTM, no circuito de Misano, na Costa Adriática da Itália.

"Será impossível vencer aqui, há verdadeiros e bem preparados pilotos, praticamente profissionais. Ficarei feliz de apenas conseguir me classificar", afirmou o ex-piloto da Ferrari na edição deste sábado do jornal esportivo italiano Gazzetta dello Sport.

Schumacher, que vem testando uma Ducati, da MotoGP, desde que se aposentou da Fórmula 1 no final de 2006, irá pilotar uma 990cc KTM Super Duke na prova Troféu KTM, corrida de dez voltas no difícil circuito.

Misano também receberá neste ano as provas da MotoGP e do Mundial de Superbike.

"Isto é apenas para diversão, ninguém está me obrigando a participar. Talvez eu pare aqui", declarou.

O alemão, conselheiro e piloto de teste ocasional da Ferrari, tem alguma experiência em correr sobre duas rodas, mas disse que no domingo seria para valer, com 400 pilotos juntos para um final de semana de competição.

"Há uma semana, na Hungria, e outro dia em Barcelona houve apenas corridas não-competitivas", afirmou o heptacampeão de F1. "Aqui, ao contrário, será uma corrida real, a primeira oficial que farei com uma moto."