23 de Outubro de 2007 / às 03:07 / 10 anos atrás

Autoridades reconhecem risco de manipulação no tênis

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - Os órgãos internacionais que administram o tênis disseram na sexta-feira que têm confiança na integridade do esporte, mas admitiram que existe um risco em potencial para a manipulação de resultados.

A ATP Tour, a Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês), a WTA Tour e o Comitê do Grand Slam se encontraram para discutir várias acusações recentes de corrupção.

"ITF, Sony Ericsson WTA Tour, ATP e o Comitê do Grand Slam têm plena confiança na integridade do nosso esporte", afirma a nota divulgada nesta sexta-feira.

"A reunião de hoje reafirmou a posição unida do tênis para a proteção dessa integridade. Ainda que não acreditemos que nosso esporte tenha um problema de corrupção, reconhecemos que existe uma ameaça à integridade do tênis."

"Acreditamos que uma análise independente do risco é necessária, e pretendemos utilizar especialistas externos para nos ajudar a conduzir essa análise. Faremos um anúncio no momento oportuno."

O mundo do tênis atraiu a atenção mundial em agosto, quando uma partida na Polônia entre o russo Nikolay Davydenko e o argentino Martin Vassallo Arguello, que tem uma posição baixa no ranking, foi invalidada pela casa de apostas online britânica Betfair, por causa de padrões de apostas inusitados.

O russo negou peremptoriamente qualquer envolvimento em arranjos ilegais.

Esta semana, o número 18 do ranking mundial, Andy Murray, disse que jogadores acreditam que alguns jogos da ATP tenham sido arranjados.

O jogador britânico foi convocado a explicar seu comentário para a ATP na semana que vem, durante o torneio Masters de Madri.

"Mas não vou dar nome aos bois," disse o escocês de 20 anos à Reuters esta semana. "Só conversei com muitos jogadores sobre isso e há obviamente algo que precisa ser verificado."

O número 2 do mundo, Rafael Nadal, discorda da afirmação de Murray, dizendo que nunca viu evidência de jogos arranjados.

Há duas semanas, o jogador belga Gilles Elseneer disse que recebeu uma oferta de 100 mil euros (255 mil reais) para entregar uma partida de Wimbledon em 2005. As autoridades desconheciam esse incidente até o surgimento das manchetes do mês passado.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below