Thorpe entra com ação contra jornal que o acusou de doping

segunda-feira, 4 de agosto de 2008 11:55 BRT
 

CANBERRA (Reuters) - O campeão olímpico de natação Ian Thorpe, da Austrália, está processando um jornal francês que o acusou de ter usado substâncias ilícitas durante sua carreira, disse o advogado dele.

Thorpe conquistou cinco medalhas de ouro em Olimpíadas.

Uma reportagem escrita por Damien Ressiot para o jornal esportivo L'Equipe em março de 2007 disse que uma amostra da urina do nadador colhida em maio de 2006 havia acusado "níveis anormais" de testosterona e do hormônio luteinizante.

Os dois hormônios constam de uma lista de substâncias proibidas, mas são produzidos naturalmente pelo corpo.

Segundo a agência Australian Associated Press, o advogado de Thorpe, Tony O'Reilly disse que seu cliente, que comparece a Pequim para assistir aos Jogos, deseja reparar os danos provocados em sua reputação pela reportagem.

O processo de difamação transcorre diante da Corte Suprema de Nova Gales do Sul, em Sydney, e os advogados dos dois lados devem participar de uma audiência no dia 22 de setembro a fim de discutir o caso.

Thorpe, 25, o atleta australiano mais bem-sucedido em Olimpíadas e 11 vezes campeão do mundo antes de aposentar-se em novembro de 2006, foi inocentado da acusação de doping pela entidade antidoping da Austrália e pela Fina (Federação Internacional de Natação).

A Fina pretendia levar o caso para a Corte Arbitral de Esporte (CAS), mas desistiu de seus planos por não dispor de provas suficientes.

(Reportagem de Rob Taylor)