Seleção volta cabeça para Olimpíada e Ronaldinho quer jogar

quinta-feira, 19 de junho de 2008 07:40 BRT
 

Por Pedro Fonseca

BELO HORIZONTE (Reuters) - Ronaldinho Gaúcho pode ser o reforço dos sonhos para o técnico Dunga nos Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto, quando o treinador passará por uma avaliação decisiva após ter conseguido apenas um de seis pontos nos últimos jogos das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.

Mas se há a possibilidade de contar com o ex-melhor do mundo da Fifa como um dos três atletas permitidos acima do limite de 23 anos em Pequim, Dunga pode ter dor de cabeça com o meia Anderson, que deixou o gramado com uma lesão no joelho esquerdo durante o empate por 0 x 0 entre Brasil e Argentina, na quarta-feira.

Ronaldinho, que já foi liberado pelo Barcelona para negociar com outras equipes para a próxima temporada, afirmou nos bastidores do jogo no Mineirão que um dos seus objetivos para o segundo semestre é estar na Olimpíada.

"Quero estar 100 por cento o mais rápido possível para voltar o quanto antes à seleção brasileira. Tenho esse desejo de estar na Olimpíada", afirmou a jornalistas o jogador, que teve a última temporada no clube espanhol marcada por contusões, a mais recente na perna direita, sofrida em abril.

A possível participação de Ronaldinho nos Jogos de Pequim, quando o Brasil tentará conquistar seu primeiro título olímpico no futebol, seria a solução para resolver o problema causado pela não liberação de Kaká pelo Milan para disputar o torneio. Segundo as regras da Fifa, os clubes não são obrigados a ceder jogadores acima de 23 anos para o torneio olímpico, e o atual melhor do mundo não recebeu autorização do time italiano para jogar.

Perguntado sobre a possibilidade de contar com Ronaldinho no grupo olímpico, o técnico Dunga afirmou que "todo grande jogador tem vaga na seleção brasileira desde que esteja bem".

Sem Ronaldinho, mas com Robinho, que pode ser outro jogador acima do limite de idade na Olimpíada, a seleção fará seu primeiro amistoso de preparação para Pequim no próximo domingo, em Volta Redonda (RJ), contra um combinado formado por jogadores de clubes cariocas que não estão em ação por seus times.

Para esse jogo, muito provavelmente, Dunga não contará com Anderson, jogador que foi titular contra a Argentina e cuja saída por contusão foi considerada pelo técnico como um dos motivos para a atuação ruim do Brasil no segundo tempo.   Continuação...

 
<p>Ronaldinho assiste ao jogo do Brasil contra a Argentina em Belo Horizonte, 18 de junho de 2008  REUTERS. Photo by Sergio Moraes</p>