10 de Agosto de 2008 / às 06:22 / 9 anos atrás

Pequim usa a propaganda para valorizar os Jogos

Por Ben Blanchard

PEQUIM (Reuters) - Tanto moradores de Pequim quanto visitantes vêm sendo bombardeados com cartazes e faixas de propaganda por toda a cidade, o que não deixa muita margem para duvidar da determinação do governo em assegurar que a Olimpíada seja um sucesso.

A China comunista tem uma longa história de uso de tais métodos para levar sua mensagem para as massas, muitas delas coloridas e que usam uma linguagem ainda mais colorida: "cachorro corredor" era uma das frases populares impressas em pôsteres durante a Revolução Cultural.

Mas as frases olímpicas agora são muito mais elaboradas, e, em geral, muito mais positivas, dando uma idéia de como a China gostaria que seus Jogos fossem lembrados.

"Abrilhante o sonho com paixão; construa a lenda Olímpica," pode-se ler em uma faixa vermelha e branca, tanto em chinês como em inglês, colocada em uma rua calma na área das embaixadas de Pequim.

Outros estão em lugares mais estratégicos.

Dentro da entrada principal para o Parque Ritan, designado como "zona de protesto," potenciais manifestantes são lembrados para que não chova no desfile da China e como devem se comportar.

"Receba os Jogos Olímpicos com muito prazer e construa uma sociedade harmoniosa," está em um cartaz, cuja última frase faz referência a um dos bordões mais famosos do presidente Hu Jintao.

"Eu participo, eu contribuo, eu desfruto," proclama a faixa em outra das principais entradas do parque.

Não são apenas faixas que pontuam as poeirentas ruas de Pequim.

Pôsteres gigantes pendem de prédios e trazem o slogan dos Jogos de Pequim: "Um Mundo, Um Sonho," em uma variedade de idiomas que incluem coreano, japonês, russo, árabe, francês, italiano e alemão.

Uma boa parte destes cartazes gigantescos estão sendo usados para cobrir prédios feios e sem acabamento, cuja construção teve de ser suspensa durante a realização dos Jogos, para diminuir a poluição e ajudar a embelezar a cidade.

Mensagens mais dirigidas, apenas em chinês, são menos evidentes.

Um pôster, pregado em um muro em uma área chique da cidade, perto do distrito financeiro central, pede, entre outras coisas, para "não ser nojento," foi removido antes da cerimônia de abertura realizada na última sexta-feira.

No entanto, ainda há um aviso de boas vindas ambíguo sendo colocado vidro traseiro dos carros de polícia, que explica aos visitantes estrangeiros que, estando na China, você deve agir como os chineses: "Bem vindo às Olimpíadas, por favor, obedeça às regras."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below