Maradona crê na volta da emoção ao futebol

domingo, 10 de fevereiro de 2008 15:34 BRST
 

VIÑA DEL MAR (Reuters) - O argentino Diego Armando Maradona afirmou na madrugada deste domingo, depois de disputar uma partida de Showbol na cidade chilena de Viña del Mar, que é responsabilidade dos técnicos devolver o espetáculo ao futebol, algo que o esporte vem perdendo nos últimos anos.

Maradona encabeçou uma seleção de lendas do futebol de seu país que perdeu por 11 x 10 para um time similar do Chile, que foi capitaneado por Iván Zamorano, ex-artilheiro do Real Madrid, da Espanha, e da Inter de Milão, da Itália, entre outros.

"Depende muito dos técnicos e de sua disposição de jogar bem as partidas, jogadores há, o tema é colocá-los para jogar. Hoje, no futebol mundial, se busca primeiro garantir o resultado e só depois jogar bem", afirmou Maradona, de 47 anos, a jornalistas.

"Preferem jogar com quatro ou cinco meio-campistas em vez colocarem mais atacantes. Isso tira o brilho do jogo, mas me parece que há jogadores para mudar a cara deste futebol mesquinho", acrescentou Maradona, considerado um dos melhores jogadores de todos os tempos.

A partida entre as duas seleções foi disputada para um público de 3.500 pessoas, que estiveram no estádio Polideportivo de Viña del Mar. A revanche será disputada na próxima quarta-feira, na cidade chilena de Antofagasta.

Veículos da imprensa local informaram que Maradona receberá cerca de 500 mil dólares para jogar com sua equipe no Chile.

No elenco argentino que acompanha Maradona estão os ex-jogadores da seleção Sergio Goycochea, Matías Almeyda, Alejandro Mancuso, Gabriel Amato e José Flores, entre outros.

Do lado chileno, se sobressaem Fabián Estay, Nelson Tapia, Pedro Reyes e Nelson Parraguez, além do argentino naturalizado chileno Sergio Vargas.

O Showbol é uma modalidade de futebol rápido, que é jogado em quadra de piso sintético de 42 por 22 metros de tamanho, onde o jogo é contínuo, porque a bola nunca sai da quadra, por rebater nas paredes que delimitam seu perímetro.

As partidas são disputadas em dois tempos de 30 minutos com um intervalo de 15, com sete jogadores em quadra para cada time.

A equipe chilena receberá ainda uma seleção brasileira no próximo sábado, em Viña Del Mar, time que conta com os ex-selecionáveis Zetti, Aldair, Paulo Sergio, Cesar Sampaio, Cleber, Careca e Djalminha, entre outros.