Velocista grega Thanou é barrada de competir em Pequim pelo COI

domingo, 10 de agosto de 2008 02:28 BRT
 

Por Karolos Grohmann

PEQUIM (Reuters) - A velocista grega Katerina Thanou não será autorizada a competir nos Jogos de Pequim devido ao seu envolvimento em um escândalo relacionado a doping ocorrido há quatro anos, determinou o Comitê Olímpico Internacional neste domingo.

Thanou esteve envolvida em um caso de doping juntamente com seu compatriota e também velocista Costas Kenteris, antes dos Jogos de Atenas-2004. Ela obteve índice para Pequim, mas precisava de aprovação do COI para competir.

"Depois de receber as recomendações da comissão disciplinar do COI, o comitê executivo vem declara a senhorita Thanou inelegível para a participação nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008", disse Giselle Davis, porta-voz do COI, aos repórteres.

Ela disse que a decisão foi tomada para "enviar um sinal firme da consideração moral do COI de que este caso prejudicou muito a reputação do movimento olímpico."

Thanou e Kenteris foram suspensos até dezembro de 2006, depois de não terem realizado um exame antidoping às vésperas dos Jogos de Atenas. Thanou correu apenas algumas vezes desde então, mas conseguiu o tempo necessário para ir a Pequim e conquistou sua inclusão na equipe olímpica da Grécia.

O COI, irritado porque o escândalo envolvendo doping ofuscou os Jogos de Atenas, decidiu rever a decisão grega. Thanou alertou tomaria ações legais caso o COI impedisse a sua participação em Pequim.

"Houve uma série de eventos desencadeados por essa história lamentável. Eles resultaram em algo que o COI acredita ser uma saga escandalosa", disse Davies.

Ela disse que a decisão do COI foi unânime.   Continuação...