Hamilton diz confiar na McLaren para escolher colega de 2008

segunda-feira, 5 de novembro de 2007 16:59 BRST
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - Lewis Hamilton diz que vai receber bem qualquer piloto que a McLaren contratar para 2008, mas que vai se empenhar muito para superar seu novo companheiro.

"Realmente não importa com quem eu corro", disse o vice-campeão na segunda-feira à Reuters durante o lançamento da precoce autobiografia "Lewis Hamilton, My Story".

"É outra decisão da equipe, e fecho com eles não importa quem eles escolherem", acrescentou o britânico, que deixou de ser campeão por apenas um ponto. "Fico muito feliz por ter uma vaga. Fico e faço o que adoro fazer."

Hamilton superou no ano de estréia seu companheiro Fernando Alonso, já bicampeão mundial, e será o foco da equipe em 2008, já que na sexta-feira a McLaren anunciou a saída do espanhol, após uma temporada de silêncios e recriminações.

"Desejo o melhor futuro a Fernando e realmente espero que tenha sucesso aonde for. Mas vou estar lá competindo contra ele e estou ansioso pelo batalha", afirmou Hamilton.

Hamilton citou os alemães Nico Rosberg (Williams) e Adrian Sutil (Spyker), além do finlandês Heikki Kovaleinen (Renault), como candidatos a acompanhá-lo na McLaren. Mas todos eles estão sob contrato, e os dois últimos são relativamente inexperientes.

Hamilton não vê motivo, porém, para a McLaren não ter outro novato. "Se você olha o futebol, há times jovens, a nova geração está vindo aí e há um monte de pilotos jovens e talentosos por aí."

O britânico foi apadrinhado da McLaren por dez anos antes de chegar à Fórmula 1, e o livro conta mais detalhes dessa ascensão, depois de um início pouco promissor.

"Sempre foi a minha equipe. Cheguei aqui neste ano e senti que era parte do time", afirmou Hamilton, primeiro piloto negro da categoria, vencedor de quatro provas na temporada de estréia.

"Tomara que o ano que vem seja ainda mais excitante. Realmente nem posso esperar para voltar para o carro."