Sem Giba, Brasil joga bem e vence Sérvia de virada: 3 sets a 1

terça-feira, 12 de agosto de 2008 07:25 BRT
 

Por Alberto Alerigi Jr.

PEQUIM (Reuters) - A seleção brasileira masculina de vôlei venceu a Sérvia, de virada, numa partida em que o time voltou a jogar bem mesmo com a ausência do principal jogador da equipe, o capitão Giba, que sofreu uma tendinite no ombro direito e é dúvida para o próximo jogo, contra a Rússia, na quinta-feira.

"Achamos melhor não participar hoje. Eu senti um pouco mais no treino, foi meio agudo, mas estamos tratando porque a competição é longa," disse Giba, após a vitória por 3 sets a 1 (25-27, 25-20, 25-17 e 25-21), evitando comentar se participará no confronto contra a Rússia.

Para o lugar do ponta, o técnico Bernardinho escalou Murilo, que foi bastante acionado em toda a partida e respondeu com eficiência nos ataques e bloqueios.

A seleção conseguiu construir sua segunda vitória na Olimpíada com a melhor atuação desde a fase final da Liga Mundial, no fim de julho, quando foi derrotada por EUA e Rússia, terminando em 4o lugar, no Rio. Na estréia em Pequim, o Brasil venceu a fraca seleção do Egito.

"Foi muito tenso, jogamos com toda a vontade e acho que isso superou um pouco a mente no início do primeiro set", afirmou o técnico Bernardinho depois da partida. "Foi uma boa vitória, apesar de sabermos que precisamos melhorar em todos os fundamentos se quisermos continuar."

O primeiro set começou apertado, com a liderança do placar sendo dividida pelas duas equipes. Bloqueios do ponta Dante e do meio-de-rede Gustavo foram eficientes. Com pouco mais de 20 minutos, o placar estava em 21-19 para o Brasil, depois que Marcelinho recuperou uma bola quase perdida que resultou em contra-ataque do Brasil.

No final do set, a Sérvia empatou em 24-24 e virou o placar, fazendo Bernardinho pedir tempo. O treinador brasileiro tirou André Nascimento e colocou Bruno para sacar, mas a estratégia não deu resultado. O set acabou em ataque para fora de Gustavo: 27-25 para a Sérvia. Antes do segundo set, Giba, sem aparentar dor, treinou com Rodrigão e outros reservas da equipe, mas em vez de cortadas, o capitão do time fazia levantamentos.

O Brasil começou a segunda parcial abrindo uma vantagem de 5-0, com a Sérvia cometendo muitos erros de ataque. Logo, a vantagem de cinco pontos se ampliou a 10, para desespero da equipe da Sérvia, considerada por Bernardinho como "os brasileiros da Europa" por sua habilidade e agilidade.   Continuação...

 
<p>Murilo Endres, da sele&ccedil;&atilde;o de v&ocirc;lei, durante jogo contra a S&eacute;rvia em Pequim     REUTERS. Photo by Alexander Demianchuk</p>