Espanha adia busca por letra do hino nacional

terça-feira, 22 de janeiro de 2008 19:26 BRST
 

MADRI (Reuters) - A discussão sobre uma letra para o hino nacional espanhol foi adiada para depois da Olimpíada de Pequim, uma vez que a proposta inicial foi amplamente rejeitada.

"Não abandonamos a idéia, mas, com uma eleição se aproximando (em 9 de março) e os Jogos Olímpicos para preparar (em agosto), agora é hora de ficarmos calmos", disse o presidente do Comitê Olímpico Espanhol (COE), Alejandro Blanco, em entrevista coletiva.

"Teremos de esperar os resultados da eleição e ver como os novos deputados reagem à idéia", acrescentou.

A "Marcha Real" é tocada sem letra desde 1978, quando a letra aprovada pelo ditador Francisco Franco, morto em 1975, foi abandonada.

O COE lançou uma competição para uma nova letra na esperança de que eventuais medalhistas espanhóis em Pequim não tenham de se limitar a murmurar a melodia ou acompanhá-la com um "lá, lá, lá".

Mas a versão vencedora, redigida pelo desempregado Paulino Cubero, de 52 anos, vazou para a opinião pública e foi ridicularizada pela imprensa e pelos parlamentares que seriam responsáveis por aprová-la.

Muitos acharam ressonâncias ditatoriais no "Viva a Espanha" inicial, e um influente líder esquerdista disse que a letra "fedia" a franquismo.

O tom nacionalista da letra também foi rejeitado por separatistas bascos e catalães. A proposta de letra acabou sendo abandonada na semana passada.

(Por Simon Baskett)