Brasil perde da Rússia e tem pior campanha na Liga em uma década

domingo, 27 de julho de 2008 11:42 BRT
 

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A seleção masculina de vôlei do Brasil sofreu uma raríssima segunda derrota consecutiva na despedida da equipe do país antes dos Jogos Olímpicos de Pequim, neste domingo, ao perder para a Rússia por 3 sets a 1 (25-23, 25-19, 23-25 e 25-19 ) na disputa da medalha de bronze da Liga Mundial, no Maracanãzinho.

O quarto lugar é o pior resultado da equipe na competição em 10 anos e resultou em vaias de uma parte da torcida do Rio de Janeiro. A última vez que o time ficou fora do pódio da Liga Mundial foi em 1998, quando terminou em 5o. A participação no Rio já era a mais negativa da seleção sob o comando do técnico Bernardinho, ficando pela primeira vez fora de uma final do torneio desde 2001.

Brasil e Rússia foram as duas equipes de melhor campanha na primeira fase da competição e eram as favoritas para fazer a decisão no Maracanãzinho, mas acabaram derrotas nas semifinais, respectivamente, por EUA e Sérvia, que disputam o título ainda neste domingo.

A seleção brasileira, atual campeã olímpica e bicampeã mundial, começou a partida contra os russos ainda sob o impacto da derrota por 3 sets a 0 para os Estados Unidos, na véspera. Da mesma forma, a torcida também sentiu o resultado contra os norte-americanos e passou a maior parte do jogo sem repetir o incentivo do passado.

O Maracanãzinho, que no começo do jogo estava mais vazio do que na semifinal, só empurrou a seleção no fim do terceiro set, quando Giba acertou uma sequência de saques que levou o time a vencer a parcial.

Mesmo com uma vibração maior dos jogadores, a equipe demonstrou nervosismo e voltou a cometer muitos erros, permitindo à Rússia liderar o primeiro set desde o início. Com dois aces de Giba, o Brasil chegou a empatar em 8-8, mas voltou a ficar em desvantagem logo em seguida, perdendo a parcial por 25-23. A tensão extrapolava os lances errados, e várias decisões da arbitragem foram muito contestadas pelos jogadores brasileiros e, principalmente, pelo técnico Bernardinho.

No segundo set, um erro foi emblemático para retratar o momento da seleção brasileira. Marcelinho levantou, Gustavo passou do ponto, e a bola simplesmente caiu na quadra brasileira sem que ninguém mandasse para o outro lado. Em desvantagem no placar, a equipe ainda perdeu o levantador Marcelinho com uma lesão nas costas. Bruno entrou mas não mudou o panorama: Rússia 25-19.

A vitória brasileira no terceiro set veio pelas mãos de Giba. O capitão acertou uma sequência de quatro saques que colocou o Brasil com vantagem de 22-18, despertando a torcida pela primeira vez em todo o jogo.

A empolgação, entretanto, durou pouco, só até os russos abrirem grande vantagem de 11-4 no set seguinte, garantindo a vitória por 25-19, diante de jogadores brasileiros sem reação.

Brasil e Rússia estão no mesmo grupo dos Jogos Olímpicos de Pequim, que começam daqui a 12 dias. A seleção brasileira vai tentar defender a medalha de ouro conquistada nos Jogos de Atenas-2004. Se conseguir, o vôlei masculino será o primeiro esporte coletivo do país a conquistar o tricampeonato olímpico, após o título também em Barcelona-1992.

 
<p>Brasil perde da R&uacute;ssia e tem pior campanha na Liga em uma d&eacute;cada. A sele&ccedil;&atilde;o masculina de v&ocirc;lei do Brasil sofreu uma rar&iacute;ssima segunda derrota consecutiva na despedida da equipe do pa&iacute;s antes dos Jogos Ol&iacute;mpicos de Pequim ao perder para a R&uacute;ssia por 3 sets a 1 na disputa da medalha de bronze da Liga Mundial. 27 de julho. Photo by Sergio Moraes</p>