China hasteia sua bandeira na inauguração da Vila Olímpica

domingo, 27 de julho de 2008 12:33 BRT
 

Por Nick Mulvenney

PEQUIM (Reuters) - A Vila Olímpica, que receberá 16.000 atletas e dirigentes durante os Jogos de Pequim, no próximo mês, foi oficialmente inaugurada por seu prefeito Chen Zhili na manhã deste domingo.

Chen, um dirigente graduado do Partido Comunista, recebeu a chave do complexo com vigilância pesada das mãos do chefe da Olimpíada de Pequim, Lui Qi, durante uma cerimônia que foi realizada sob céu ainda encoberto pela poluição que a China havia prometido remover para os Jogos, que serão realizados entre 8 e 24 de agosto.

"A Vila Olímpica está preparada para tudo e nós calorosamente recebemos os atletas, dirigentes e jornalistas de todas as nações e regiões para ficarem aqui", disse Chen, que também é vice-presidente do comitê que organiza a Olimpíada (Bocog).

A delegação chinesa foi a primeira a hastear sua bandeira na vila, com o astro da NBA Yao Ming e o campeão mundial dos 110 metros com barreira Liu Xiang entre centenas de atletas que testemunharam o evento. Os 42 blocos de apartamentos recém-construídos podem receber 17.000 pessoas em 9.000 quartos.

Jacques Rogge, presidente do Comitê Olimpico Internacional, terá um quarto na vila, enquanto o prefeito Chen ficará em uma "Siheyuan", residência tradicional de Pequim.

"Esta Vila Olímpica tem características chinesas distinguíveis, que incluem um centro onde os atletas podem aprender chinês, assim como coisas da cultura chinesa, como fazer pipas", disse Deng Yaping, que foi campeão olímpico de tênis de mesa e agora trabalha como vice-diretor da vila.

"Foi um grande desafio para nós, tivemos que nos informar sobre os hábitos de vida de todos os estilos, religiões e culturas."

A religião é estritamente controlada na China, mas seguidores de todas as principais religiões do mundo poderão praticar sua fé no centro de serviços da vila.