Edmilson choca o Barcelona ao falar de "ovelhas negras"

quinta-feira, 22 de novembro de 2007 19:21 BRST
 

MADRI (Reuters) - O brasileiro Edmilson, do Barcelona, causou surpresa entre colegas e torcedores na quinta-feira ao criticar a falta de compromisso de alguns integrantes da equipe.

"No mundo tem gente boa e má. No nosso vestiário tem gente boa, mas outros que parecem que não querem nada. Nós, dentro do nosso grupo de jogadores e treinadores, formamos uma família. E muitas vezes temos numa família uma ovelha negra", disse ele em entrevista ao canal TV3.

A imprensa local vem questionando o trabalho do técnico Frank Rijkaard e de jogadores como Ronaldinho. O Barcelona está em terceiro lugar no Espanhol, atrás do Villareal e quatro pontos abaixo do arquirival Real Madrid.

"O mundo em que nós, jogadores, vivemos é um pouco diferente, porque o dinheiro, o sucesso, a fama, as mulheres e as coisas fáceis fazem com que às vezes os verdadeiros valores acabem se distanciando. Às vezes deixamos nossa profissão em segundo plano", acrescentou. "'Vou treinar rápido porque tenho uma reunião de alguma coisa', 'vou treinar rápido porque tenho que viajar para fazer uma publicidade' etc.", ilustrou o jogador.

Edmilson, capaz de atuar em várias posições, contou que pensa na torcida do Barça para ajudar a superar uma lesão sofrida em meados do ano. "Sempre me lembro, quando estou machucado, da festa na rua que se fez quando chegamos de Paris (depois de ganhar a Liga dos Campeões). Foi impressionante, isso não há dinheiro que pague."

Xavi, capitão do time, qualificou de "inoportunas" as declarações de Edmilson à TV3, e na quinta-feira o brasileiro pediu desculpas aos companheiros no vestiário, segundo seu colega Andrés Iniesta, citado em reportagens da imprensa local.

"Ele reconheceu que se equivocou porque, quando há coisas desse tipo, o que se deve fazer é falar com os companheiros e dizer na cara."

Edmilson, segundo Xavi, "é um companheiro a mais, todos gostamos dele, sabemos como ele é e não vamos fazer nenhuma guerra, porque isso prejudicaria a nós mesmos".