Cidade-natal de Phelps vibra de orgulho

domingo, 17 de agosto de 2008 02:35 BRT
 

Por Jon Hurdle

TOWSON, Maryland (Reuters) - Enquanto o nadador Michael Phelps fazia história ao ganhar seu oitavo ouro numa mesma Olimpíada, no sábado, sua cidade-natal explodiu de alegria.

Em todo o país, muitos americanos falaram que seu sucesso melhorou o humor nacional, que andava meio para baixo devido ao difícil momento econômico que os Estados Unidos têm enfrentado.

Em Towson, Maryland, um subúrbio de Baltimore, todos os olhos estavam grudados na TV para ver Phelps entrar na piscina olímpica para sua última prova nos Jogos ao ser o terceiro a cair na água no revezamento 4x100m medley.

"Isso é ótimo, é incrível", disse Joe Centineo, 24 anos, da vizinha Hampstead. "Com que frequência você pode dizer que viu a história sendo feita?."

Centenas de fãs permaneceram no estádio após um jogo de pré-temporada do futebol americano entre o Baltimore Ravens e o Minnesota Vikings para assistir à prova de natação nos telões.

Os torcedores balançavam cartazes e gritavam "USA, USA" enquanto Jason Lezak, nadando os últimos 100 metros da prova, tocou a parede em primeiro para garantir a vitória americana.

As comemorações também explodiram no bar esportivo Greene Turtle quando Phelps tomou a liderança enquanto fazia o nado borboleta do revezamento.

Phelps, de 23 anos, quebrou o recorde de 1972 de Mark Spitz, que conquistara sete medalhas de ouro numa mesma Olimpíada. Ele já havia ganhado seis ouros em Atenas 2004.   Continuação...