8 de Agosto de 2008 / às 16:45 / em 9 anos

Chineses recebem Olimpíada com patriotismo exacerbado

Por Ben Blanchard e Lucy Hornby

PEQUIM (Reuters) - Milhares de chineses agitando a bandeira de seu país e gritando “Vai, China!” lotaram as principais ruas de Pequim, na sexta-feira, celebrando a abertura oficial dos Jogos Olímpicos com uma grande manifestação de orgulho nacionalista.

Se a cerimônia de abertura no principal estádio do evento, o Ninho de Pássaro, girou em torno da harmonia mundial, a mensagem nas ruas era de patriotismo, e as bandeiras chinesas recebiam um destaque maior do que o símbolo das Olimpíadas.

“Queremos mostrar ao mundo a verdadeira China porque muitas pessoas não compreendem nosso país e tentam demonizá-lo”, disse Wan Wian, 23, com a frase em vermelho “eu amo a China” estampada no rosto e na camiseta, enquanto acompanhava a cerimônia por meio de um telão a céu aberto.

Muitas pessoas usavam camisetas com mensagens em chinês e inglês, entre as quais “ouçam a voz da China” e “hoje eu amo a China mais do que nunca”.

Liu Changqing disse estar faturando alto com a venda de bandeiras chinesas perto da praça Tiananmen, ao passo que as bandeiras com os anéis olímpicos ou com o logotipo dos Jogos de Pequim não vendiam tanto.

“Claro que a bandeira vermelha é a que vende melhor. Tudo isso gira em torno do patriotismo”, afirmou o ambulante.

Essa era a mensagem repetida por muitas pessoas que decidiram mostrar seu apoio nas ruas em vez de ficarem em suas casas ou hotéis, assistindo à cerimônia pela TV.

“Esta é uma chance rara de sair em público desta forma e tomar parte da festa”, afirmou Wang Fang, uma mulher que comprava para seu filho um monte de bandeiras. “Esta é a Olimpíada da China. Então a gente quer ter nas mãos bandeiras da China.”

No bairro comercial de Wangfujing, um local badalado, a multidão vibrou entusiasmada todas as vezes em que o presidente chinês, Hu Jintao, apareceu no telão. E todos cantaram com fervor quando o hino nacional do país foi tocado.

“Os Jogos servem para mostrar ao mundo nosso novo poderio econômico e o orgulho que temos de nosso país”, afirmou o bancário Gary Tang, segurando uma enorme bandeira chinesa.

Muitos outros dirigiram-se para a praça Tiananmen, o coração simbólico da China e palco de um movimento pró-democracia violentamente reprimido pelo governo em junho de 1989.

“Sinto-me tão bem aqui. Há uma atmosfera muito densa de patriotismo nesta praça, hoje à noite, e eu acho que é assim que as coisas deveriam ser”, afirmou Man Nina, uma universitária. Man recebia dois amigos vindos do sul da China e que visitavam Pequim pela primeira vez.

A multidão aglomerava-se nas ruas que levam à praça a fim de conseguir ver um pouco dos fogos de artifício que marcaram o fim da cerimônia. “Estou em êxtase. Estou empolgadíssima”, disse Song Yujuan, uma jovem de cerca de 20 anos de idade. “As Olimpíadas marcam um momento glorioso da China.”

Reportagem adicional de Chris Buckley

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below