23 de Outubro de 2007 / às 01:50 / 10 anos atrás

Hamilton vai a Xangai com uma mão na taça de campeão

<p>Hamilton da McLaren comemora ap&oacute;s vit&oacute;ria em Oyama. 30 de setembro. O piloto Lewis Hamilton s&oacute; precisa ganhar o Grande Pr&ecirc;mio da China no domingo para se tornar o primeiro estreante a conquistar o Mundial de Pilotos, al&eacute;m de ser o mais jovem campe&atilde;o da hist&oacute;ria da categoria. Photo by Kim Kyung-Hoon</p>

Por Alan Baldwin

XANGAI (Reuters) - O piloto Lewis Hamilton, da McLaren, só precisa ganhar o Grande Prêmio da China no domingo para se tornar o primeiro estreante a conquistar o Mundial de Pilotos, além de ser o mais jovem campeão da história da categoria.

O britânico de 22 anos está 12 pontos à frente do companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso, e com uma vitória sua o circo da Fórmula 1 chegará ao Brasil, para a última corrida da temporada, com o campeonato decidido.

Hamilton seria o nono britânico a ser campeão mundial de Fórmula 1, o primeiro desde Damon Hill, em 1996.

Mesmo assim, e depois do desempenho brilhante no molhado GP do Japão, o simpático Hamilton não se considera favorito. Ele sabe que uma batida, como a sofrida por Alonso no Japão no domingo, pode mudar tudo.

"Tudo ainda pode acontecer, mas estou muito confiante e determinado", disse ele. "Tem-se falado muito nos últimos dias sobre o título, mas tento não pensar nisso. Só estou pensando nas próximas duas corridas e em fazer o melhor que puder na China e no Brasil com a equipe."

Hamilton nunca correu nem em Xangai nem em Interlagos. Mas isso não quer dizer nada, já que ele venceu em Indianápolis, Montreal e Fuji, todos circuitos em que estreava.

Alonso, que depende que algum "milagre" aconteça e o rival tenha um repentino lance de azar para conquistar seu sonhado terceiro título seguido, conquistou a pole no ano passado em Xangai, e em 2005 venceu a prova. "Ainda há 20 pontos a ser disputados e vou lutar por cada um deles", disse o espanhol.

Kimi Raikkonen, da Ferrari, o único outro piloto com chances matemáticas de conquistar o campeonato, 17 pontos atrás de Hamilton, pode complicar as coisas se conseguir a 200a vitória da equipe em grandes prêmios. No ano passado, Xangai assistiu à última vitória da carreira de Michael Schumacher, pela Ferrari.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below