Teste de sangue de Haas descarta envenenamento

domingo, 18 de novembro de 2007 16:11 BRST
 

BERLIM, Alemanha (Reuters) - Testes de sangue não revelaram evidências de que o tenista Tommy Haas foi envenenado na derrota alemã para os russos na Copa Davis, em setembro, em Moscou, declarou a Federação de Tênis Alemã (DTB).

"Isso não está mais em discussão", teria dito Haas, segundo um relato no site da DTB (www.dtb-tennis.de).

"Os testes não deram nenhum resultado", Haas também teria declarado na mídia alemã. "Aconteceu há muito tempo."

Alexander Waske, jogador de duplas do time alemão derrotado, foi citado pela mídia alemã no início deste mês como tendo dito que uma pessoa não nomeada lhe disse em Moscou que Haas foi envenenado.

Haas, que foi derrotado sem vencer nenhum set no dia de abertura da semifinal e foi incapaz de jogar nas partidas de simples por causa de uma gastrenterite, fez testes em Nova York para ver se havia algum fundamento no boato.

"Eu queria deixar absolutamente claro o que estava acontecendo em meu corpo", disse Haas à DTB.

Haas fez uma pequena operação no ombro direito enquanto esteve em Nova York. O número 12 do ranking mundial vai tirar seis semanas de descanso dos treinos, mas espera estar em forma para participar do Aberto da Austrália, que acontece entre 14 e 27 de janeiro do ano que vem.