Daiane ganha "segunda chance" no solo e Jade disputará 2 finais

domingo, 10 de agosto de 2008 12:53 BRT
 

Por Alberto Alerigi Jr.

PEQUIM (Reuters) - Daiane dos Santos e Jade Barbosa vão disputar as finais da ginástica artística na Olimpíada de Pequim depois de uma performance que garantiu o Brasil pela primeira vez em uma decisão por equipes da modalidade.

Daiane, que nos Jogos de Atenas era esperança de medalha para o Brasil e acabou ficando na quinta posição, ganhou "uma segunda chance" de voltar às finais olímpicas ao se posicionar em quinto lugar no solo no National Indoor Stadium de Pequim, com nota de 15.275 pontos.

"Acho que é uma segunda chance. Acho que Deus falou 'Daiane, vou te dar uma segunda chance, vê se você aproveita"', brincou a ginasta em entrevista a jornalistas após a classificação.

"Não tem muito o que fazer, tem mais uma semana para eu cravar mais as chegadas, que é o que eu acho que estou precisando agora e procurar fazer a série mais limpa."

Daiane executou sua série no solo ao som de "Brasileirinho", numa performance que arrancou aplausos empolgados do público que compareceu em peso ao ginásio.

Segundo a ginasta, as oito qualificadas para o solo, entre elas a chinesa Fei Cheng, a romena Sandra Izbasa e a norte-americana Shawn Johnson, têm condições de brigar por medalhas na final que acontece no próximo domingo. Daiane marcou 15.275 contra 15.750 da chinesa, a primeira colocada.

Após a decepção em Atenas, a ginasta se disse mais madura e experiente e que isso a ajudou a regressar a uma decisão olímpica. "Em Atenas era tudo muito novo, eu estava querendo fazer tudo e o máximo. Agora acho que a gente tem que entrar mais tranqüila porque a ansiedade atrapalha."

Outra esperança de classificação para a final do solo, Jade Barbosa acabou na 13a posição, em uma atuação ao som de berimbau e marcada por muitos sorrisos da atleta, que costuma não segurar o choro. A ausência de Jade na final surpreendeu Daiane, que contava com a participação da colega.

Apesar disso, Jade, em sua primeira Olimpíada, se classificou no individual geral e na prova de salto, em que ficou na sétima posição entre oito finalistas. A ginasta evitou falar com a imprensa.

No individual geral, Jade ficou em 12o lugar, e o Brasil ainda teve a classificação de Ana Paula Silva.