August 30, 2008 / 2:28 PM / 9 years ago

Kuznetsova balança,Federer tem trabalho para derrotar brasileiro

4 Min, DE LEITURA

Por Pritha Sarkar

NOVA YORK (Reuters) - O dia chuvoso em Flushing Meadows deixou o local inóspito para as ex-campeãs Svetlana Kuznetsova e Lindsay Davenport, que foram eliminadas na terceira rodada do Aberto dos Estados Unidos, na sexta-feira.

Menos de 24 após a eliminação da número 1 do mundo, Ana Ivanovic, Kuznetsova, terceira cabeça-de-chave do torneio e campeã em 2004, juntou-se ao grupo das eliminadas ao ser derrotada por 6-3, 6-7 e 6-3 pela tenaz eslovena Katarina Srebotinik.

A derrota da norte-americana Davenport foi menos surpreendente, já que ela enfrentou a francesa Marion Bartoli, 12a cabeça-de-chave, e perdeu por 6-1 e 7-6, numa série de duplas faltas.

Roger Federer, Novak Djokovic, Andy Roddick e Jelena Jankovic também não passaram facilmente por seus adversários, mas pelo menos sobreviveram mais um dia no torneio, ao contrário de Kuznetsova, que deixou a quadra com uma imagem de lamento após sofrer sua pior derrota em Nova York em três anos.

"Tive chances, estava lutando, queria muito vencer a partida, mas ela jogou de maneira inacreditável", afirmou Kuznetsova, finalista em 2007, que ficou encharcada no final do segundo set quando uma chuva repentina caiu.

Depois de desperdiçar dois match points, no terceiro, Srebotnik disparou um saque sem chances de retorno para sua adversária e caiu de joelhos na quadra em seu momento de triunfo. Foi a primeira vez que a eslovena, 28a no ranking, passou à quarta rodada do Aberto dos Estados Unidos, em dez tentativas.

O número 10 também foi significativo para Davenport, já que faz uma década desde que ela venceu seu primeiro Grand Slam em Flushing Meadows.

Na sexta-feira, os torcedores podem ter visto o último lance da tenista de 32 anos numa chave de simples feminina. Fora de suas características, sua última derrota contou com uma série alarmante de duplas faltas.

Enquanto muitos norte-americanos estavam ansiosos para chegar cedo em casa na sexta-feira para dar início ao final de semana prolongado, já que segunda-feira é comemorado o Dia do Trabalho nos Estados Unidos, Federer, Djokovic e Jankovic pareciam não ter pressa para se juntar às comemorações e tiveram que jogar muito para passar à próxima fase.

Federer, ainda se acostumando com a parte de baixo da chave após ter perdido o primeiro lugar do ranking para Rafael Nadal, na semana passada, deveria passar fácil pela terceira rodada, já que enfrentaria um brasileiro que veio do qualifier e que não havia disputado um jogo de alto nível até chegar em Flushing Meadows.

No entanto, Thiago Alves ignorou seu ranking de 137o do mundo e não aliviou para o tetracampeão do torneio, obrigando Federer a se empenhar para batê-lo por 6-3, 7-5 e 6-4.

"Ele jogou bem. Foi um jogo realmente difícil. Eu nunca tinha ouvido falar dele antes e isso às vezes torna as coisas mais difíceis", afirmou Federer, que busca ser o primeiro tenista desde de Bill Tilden, em 1924, a conquistar o Aberto dos Estados Unidos por cinco vezes consecutivas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below