Arsenal vence River e vai à final da Copa Sul-Americana

quinta-feira, 15 de novembro de 2007 13:09 BRST
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O modesto Arsenal da Argentina conseguiu, na quarta-feira, garantir vaga para a primeira final de sua história ao vencer por 4 a 2, nos pênaltis, o tradicional River Plate, na partida de volta pelas semifinais da Copa Sul-Americana.

Depois de a partida ter chegado ao fim com o placar de 0 a 0, o Arsenal garantiu sua classificação com os gols de José Luis Calderón, Javier Yacuzzi, Carlos Casteglione e Mario Cuenca (goleiro).

O goleiro Juan Pablo Carrizo conseguiu defender o chute de Martín Andrizzi.

Pelo River, que sofreu mais um duro revés e que está há dez anos sem conquistar um título internacional, converteram os pênaltis Ronaldo Zárate e Paulo Ferrari. Cuenca defendeu os chutes de Fernando Belluschi e René Lima.

Com a classificação, o Arsenal prepara-se agora para enfrentar, na final da Sul-Americana, o América do México, em partidas de ida e volta. E mesmo que o time argentino não fique com o título, disputará a Recopa Sul-Americana com o Boca Juniors, atual campeão da Copa Libertadores da América.

O América não pode disputar a Recopa por ser convidado da Conmebol no torneio continental.

A Confederação Sul-Americana de Futebol marcou as finais para os dias 29 de novembro e 5 de dezembro, mas essas datas poderão mudar porque o América disputa a repescagem para passar à fase final do campeonato mexicano.

A partida realizada no estádio Monumental de Nunez, do River, diante de mais de 50 mil torcedores, viu a equipe local mais incisiva e um Arsenal apostando nos pênaltis para chegar à primeira final de seus 50 anos de história.

Apesar de o atacante Leonardo Biagnini, do Arsenal, ter chutado uma bola no travessão do River nos primeiros dois minutos de jogo, a equipe da casa conseguiu controlar o adversário. E a atuação dos atacantes do River fez do goleiro Mario Cuenca o nome do jogo.   Continuação...