GP da Bélgica entra para lista de reveses de Hamilton

domingo, 7 de setembro de 2008 17:24 BRT
 

Por Alan Baldwin

SPA-FRANCORCHAMPS (Reuters) - Lewis Hamilton, da McLaren, negou neste domingo que tenha obtido qualquer vantagem no incidente em que se envolveu durante o Grande Prêmio da Bélgica, que lhe custou a vitória e quatro preciosos pontos. Quando falou antes da decisão dos comissários, que tiraram do atual líder do campeonato da Fórmula 1 sua quinta vitória, o britânico de 23 anos foi inequívoco ao afirmar que não havia feito nada de errado.

"Isto aqui é esporte a motor, e se houver uma punição, então há algo errado", disse ele após cortar uma chicane durante uma disputa de posição com Kimi Raikkonen, da Ferrari.

"Eu já estava à frente naquela curva, então eu não obtive uma vantagem. Nós ainda éramos capazes de disputar a próxima curva e eu devolvi a posição a ele, então eu acho que o que aconteceu foi mais que justo", acrescentou ele.

"Mas você sabe como eles (os comissários) são, então veremos".

A punição deixa Lewis Hamilton apenas dois pontos à frente do brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, que foi declarado vencedor da corrida, com cinco corridas a serem disputadas.

Hamilton tem experiência em sofrer sanções, já que foi punido quatro vezes por comissários nas 12 corridas anteriormente disputadas nesta temporada.

Enquanto isso, Massa foi multado em 10.000 euros por um incidente que quase causou uma colisão nos boxes na corrida disputada em Valência, na Espanha.