SAIBA MAIS-Os 12 maiores patrocinadores da Olimpíada de Pequim

quinta-feira, 24 de abril de 2008 11:22 BRT
 

(Reuters) - Três patrocinadores da passagem da tocha olímpica pelo Japão (Lenovo, Coca-Cola e Samsung) decidiram não colocar seus veículos na comitiva oficial do evento na cidade de Nagano, no sábado. Duas das empresas alegaram razões de segurança.

As manifestações contra o regime chinês, especialmente contra a repressão no Tibet, marcam o percurso da chama olímpica pelo mundo, enquanto é cada vez maior também a presença de expatriados chineses em manifestações de apoio a Pequim, às vezes em confrontos violentos com os outros manifestantes.

Alguns grupos de apoio ao Tibet e aos direitos humanos criticam as empresas que pagaram bilhões de dólares para patrocinar os Jogos, argumentando que elas deveriam desistir do evento ou pelo menos se manifestar publicamente a respeito das polêmicas.

A seguir, veja dados sobre os 12 principais patrocinadores da Olimpíada, que têm o direito de usar o logotipo dos Jogos e a frase "Parceiro do Programa Olímpico" em suas publicidades.

-- Atos Origin (tecnologia da informação): empresa francesa responsável pela rede de informática dos Jogos.

-- Coca-Cola (bebidas): A empresa patrocina os Jogos continuamente há 80 anos, e desde 1996 se envolve também com o percurso da tocha. Em 16 de abril, cerca de cem ativistas pró-Tibet protestaram diante da reunião anual de acionistas da empresa. Em nota, a Coca-Cola manifestou "profunda preocupação com a situação" no Tibet, mas disse acreditar que "a Olimpíada é uma força para o bem."

-- General Electric (vários produtos e serviços): A empresa será responsável por energia, iluminação, sistemas de alarmes e equipamentos de ultra-som para atendimento médico dos atletas. Ela também é sócia da Vivendi na rede NBC Universal, que detém os direitos exclusivos de exibição dos Jogos na TV aberta dos EUA.

-- Manulife (seguros e pensões): A companhia canadense, quinta maior seguradora do mundo, tornou-se patrocinadora global ao se fundir em 2004 com a subsidiária John Hancock.

-- Johnson & Johnson (produtos de higiene e saúde): A empresa dos EUA estréia como patrocinadora olímpica global. Fornecerá produtos do seu campo de atuação aos participantes.   Continuação...