Dia da Independência coloca Índia em alerta

quinta-feira, 14 de agosto de 2008 21:41 BRT
 

Por Bappa Majumdar

NOVA DÉLHI (Reuters) - A Índia adota na sexta-feira um forte esquema de segurança para celebrar os 61 anos de sua independência, depois dos recentes atentados a bombas em cidades do país e de protestos na Caxemira.

Franco-atiradores ficarão postados em arranha-céus enquanto o primeiro-ministro Manmohan Singh hastear a bandeira nacional nas rampas do histórico Forte Vermelho, ao som de 21 tiros de canhão. Em seguida, ele deve fazer um pronunciamento.

"Preparamos nossos recursos e teremos sistemas antiaéreos colocados na capital. Algumas áreas foram declaradas zonas de exclusão aérea", disse Rajan Bhagat, porta-voz da polícia local.

Na Caxemira, pelo menos 27 pessoas morreram em manifestações contra o domínio indiano, as maiores dos últimos anos.

Os distúrbios começaram por causa da promessa do governo de ceder uma área florestal a uma entidade que administra uma gruta visitada por peregrinos hindus. Diante dos protestos dos muçulmanos, o governo recuou, o que por sua vez irritou a população hindu.

O principal grupo separatista da Caxemira convocou uma greve geral para sexta-feira.

Em Nova Délhi, há barricadas nas ruas e a polícia revista pessoas e sacolas nos shoppings.

Mas, alegrando o feriado de 5 milhões de funcionários públicos, o governo aceitou um aumento salarial expressivo, num momento em que as autoridades monetárias lutam para controlar a inflação.   Continuação...