Platini considera uma piada jogos da Liga Inglesa no exterior

sábado, 9 de fevereiro de 2008 14:00 BRST
 

LONDRES (Reuters) - Michel Platini, presidente da UEFA, atacou os planos da Liga Inglesa de Futebol de marcar jogos de seu campeonato em países estrangeiros, descrevendo a proposta como uma piada.

"É uma idéia estranha e cômica", afirmou o ex-jogador francês em entrevista publicada sábado no jornal Daily Telegraph. "Eu ri porque essa proposta nunca será recebida pela Fifa, pelos torcedores e pelas federações nacionais.

"É uma idéia absurda... Logo você não terá na Inglaterra presidentes ingleses de clubes, você já tem técnicos não-ingleses, jogadores não-ingleses e talvez tenha também nenhum time jogando na Inglaterra. É uma piada."

A nova 'rodada internacional' da Liga Inglesa, que será realizada num fim de semana de janeiro em cidades que se candidatem para tanto, aumentará a temporada do campeonato para 39 partidas para cada clube nas temporadas de 2010 e 2011.

O plano, que foi aprovado pelos 20 clubes da Liga, vem enfrentando um coro de desaprovação por parte de torcedores e imprensa inglesa, e recebeu avaliações diversas de diretores de clubes.

O primeiro-ministro britânico Gordon Brown afirmou à BBC, numa entrevista a ser veiculada neste sábado, que a validade da proposta depende de seus benefícios aos torcedores.

A Fifa afirmou que estudará o projeto quando o seu comitê executivo se reunir no dia 14 de março.

Mas um porta-voz da entidade afirmou na quinta-feira que, "a primeira vista, parece que a Liga Inglesa terá dificuldades em encontrar um caminho".

Platini afirmou ao jornal Daily Telegraph ter discutido a proposta com o presidente da Fifa, Sepp Blatter, na sexta-feira, ambos concordando que a exportação de jogos de clubes europeus para partes do mundo onde o esporte está se desenvolvendo poderia prejudicar o progresso do futebol nesses países.

"Compartilhamos da mesma idéia de que é responsabilidade das associações nacionais, e estou certo de que elas nunca aceitarão isso porque não é bom para o futebol."

"Penso que a Federação Inglesa de Futebol se oporá à idéia", afirmou Platini.