Raikkonen vence e frustra Hamilton no GP de F1 da China

domingo, 7 de outubro de 2007 10:45 BRT
 

Por Alan Baldwin

XANGAI (Reuters) - Kimi Raikkonen transformou a disputa pelo título da Fórmula 1 em uma batalha entre três pilotos ao vencer o Grande Prêmio da China na madrugada deste domingo, depois que o líder do campeonato, Lewis Hamilton, saiu da prova. A decisão ficou para o GP do Brasil ainda este mês.

O bicampeão mundial Fernando Alonso, companheiro de equipe na McLaren e maior rival de Hamilton pelo título, terminou em segundo e o brasileiro Felipe Massa cruzou em terceiro com sua Ferrari.

Em uma tarde feliz para a Ferrari e decepcionante para Hamilton, que esperava se tornar o primeiro novato campeão da F1 com uma corrida de sobra, a liderança do britânico foi reduzida para quatro pontos.

Hamilton tem 107 pontos, o espanhol Alonso soma 103 e o finlandês Raikkonen acumula 100 após obter a centésima vitória da Ferrari na história dos grandes prêmios.

"Estou decepcionado pela equipe, a batalha continua no Brasil", disse Hamilton, de 22 anos, acossado por repórteres em seu retorno aos boxes. "Ainda posso conseguir."

O britânico começou a corrida com uma mão na taça, só precisando chegar adiante de Alonso e Raikkonen para se tornar o mais jovem campeão de todos os tempos.

Ao invés disso, no pior momento possível, ele saiu da prova, seu primeiro erro em uma temporada extraordinária na qual estabeleceu uma série de recordes.

"Obviamente estava arrasado quando saí do carro, já que não havia cometido nenhum erro o ano inteiro, e cometê-lo a caminho dos boxes não é algo que costumo fazer", disse ele.   Continuação...

 
<p>Raikkonen durante treino em Shanghai. 6 de outubro. Kimi Raikkonen transformou a disputa pelo t&iacute;tulo da F&oacute;rmula 1 em uma batalha entre tr&ecirc;s pilotos ao vencer o Grande Pr&ecirc;mio da China na madrugada deste domingo. A decis&atilde;o ficou para o GP do Brasil ainda este m&ecirc;s. Photo by David Gray</p>