Van Basten fracassa no grande teste como técnico da Holanda

domingo, 22 de junho de 2008 13:50 BRT
 

Por Theo Ruizenaar

BASILÉIA (Reuters) - Marco van Basten fracassou ao tentar alcançar como treinador as glórias que obteve como jogador vinte anos atrás. Sua seleção holandesa foi eliminada da Eurocopa 2008 pela Rússia nas quartas-de-final.

Os russos, sob o comando do holandês Guus Hiddink, se mostraram superiores à Holanda no sábado e venceram por 3 x 1 na prorrogação, apesar de entrar em campo como zebras. A derrota antecipou a despedida de Van Basten do posto de técnico da seleção de seu país.

Até então, parecia que ele ia levar os holandeses rumo ao seu primeiro êxito desde 1988. Na época Van Basten ajudou seu time a se tornar campeão europeu sobre a União Soviética.

Ao estrear na função, em 2004, Van Basten disse que este era um torneio que a Holanda podia vencer jogando um futebol imponente e atraente.

Também declarou na ocasião que a Copa de 2006 chegaria cedo demais e mostrou ter razão, já que o time foi eliminado na segunda fase por Portugal.

Nas duas primeiras partidas da Euro, o mundo de fato viu um futebol atraente, quando a Holanda venceu a campeã mundial Itália por 3 x 0 e a França por 4 x 1.

Apesar disso, o time jamais dominou o campo e teve que contar com as defesas extraordinárias do goleiro Edwin van der Sar e de uma boa dose de sorte.

Depois da derrota para a Rússia, o técnico de 43 anos refletiu sobre sua permanência no cargo e a dividiu em dois períodos.   Continuação...

 
<p>Marco van Basten fracassou ao tentar alcan&ccedil;ar como treinador as gl&oacute;rias que obteve como jogador vinte anos atr&aacute;s. Sua sele&ccedil;&atilde;o holandesa foi eliminada da Eurocopa 2008 pela R&uacute;ssia nas quartas-de-final. Photo by Michael Kooren</p>