Raikkonen é campeão mundial após pane de Hamilton

domingo, 21 de outubro de 2007 18:07 BRST
 

Por Camila Moreira

SÃO PAULO (Reuters) - Nem Lewis Hamilton, nem Fernando Alonso. O campeão mundial de Fórmula 1 deste ano é Kimi Raikkonen, graças a uma pane da McLaren, a uma atuação perfeita da Ferrari e a uma ajudinha de Felipe Massa, que abriu mão da segunda vitória consecutiva no Grande Prêmio do Brasil para fazer do finlandês o vencedor.

Em uma corrida cheia de emoções no início e indefinida até o final, o quase impossível aconteceu. A sorte de Hamilton sumiu com uma pane em seu carro ainda na oitava volta e assim, supercotado para ser o primeiro estreante campeão do mundo, Hamilton desperdiçou pela segunda vez a sua chance, depois de errar no Grande Prêmio da China, no início do mês.

Seu companheiro de equipe, Fernando Alonso, terminou na terceira colocação, insuficiente para o espanhol garantir o terceiro título seguido, já que Massa liderava e inverteu de posição com Raikkonen para garantir que o finlandês chegasse a 110 pontos no campeonato. Hamilton fez uma corrida de recuperação e chegou em sétimo. Ele e Alonso terminaram com 109 pontos, porém o britânico fica com o vice-campeonato por ter terminado mais vezes na segunda colocação.

"Não estávamos na melhor das posições, mas sempre acreditamos que poderíamos nos recuperar", disse Raikkonen, terceiro finlandês a tornar-se campeão mundial depois de Keke Rosberg (1982) e Mika Hakkinen (1998 e 1999).

"Mesmo nos momentos ruins, todos estavam unidos, e não desistimos...Acho que tivemos um trabalho de equipe perfeito."

Assim, a McLaren ficou sem nenhum título neste ano, já que foi punida com a perda de todos os seus pontos no Mundial de Construtores depois que um dossiê de informações técnicas da Ferrari foi encontrado na casa de seu engenheiro, Mike Coughlan. E a equipe italiana levou os dois.

"Eu não esperava isso, mesmo que a esperança nunca tenha morrido. Lutamos até a última curva", disse o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo.

Interlagos esperava comemorar pelo segundo ano seguido uma vitória de um brasileiro, mas sem nenhuma chance no campeonato era claro que Massa abriria mão de terminar em primeiro se as condições favorecessem seu colega de equipe.   Continuação...

 
<p>O campe&atilde;o mundial de F&oacute;rmula 1 deste ano &eacute; Kimi Raikkonen, gra&ccedil;as a uma pane da McLaren, e a uma ajudinha de Felipe Massa, que abriu m&atilde;o da vit&oacute;ria no GP do Brasil para fazer do finland&ecirc;s o vencedor. Foto de Raikkonen cruzando a linha de chegada em Interlagos, 21 de outubro. Photo by Rickey Rogers</p>