Após Supercopa, técnico do Real teme excesso de confiança

segunda-feira, 25 de agosto de 2008 12:32 BRT
 

MADRI (Reuters) - O técnico do Real Madrid, Bernd Schuster, insistiu que sua equipe não pode acomodar-se nos louros da vitória após ter conquistado, no domingo, a Supercopa da Espanha, em uma partida emocionante contra o Valencia na qual terminou com apenas nove jogadores.

O time conseguiu virar o placar apesar das expulsões dos holandeses Rafael van der Vaart e Ruud van Nistelrooy, vencendo a partida por 4 a 2 e levando a Copa do Rei, o torneio que dá início à temporada espanhola. O jogo aconteceu no estádio Santiago Bernabéu.

No entanto, a apenas uma semana de acabar o período de transferências do futebol europeu e diante da incerteza sobre o futuro do atacante brasileiro Robinho, Schuster advertiu a respeito do perigo de a conquista instilar um excesso de confiança.

"Esse tipo de partida ocorre muito raramente. Não tinha vivido isso nem como jogador e nem como treinador", afirmou o alemão depois do jogo de domingo.

"Não vamos fechar os olhos (a novas contratações) por causa da vitória", avisou.

Robinho, que atrapalhou os planos do clube para a temporada ao externar seu desejo de ser transferido para o Chelsea, da Inglaterra, integrou a equipe, mas ficou todo o tempo no banco de reservas, protegendo-se das vaias dos torcedores apaixonados do Real Madrid.

"Esta não é uma situação confortável nem para mim e nem para nós", acrescentou.

"O fato de ele não ter jogado foi uma decisão minha. Sim, eu quis convocá-lo para tê-lo à disposição e a fim de que se aproxime da equipe. Isso porque não sabemos ainda o que acontecerá. O melhor é que continue no time", afirmou Schuster.

O Real anunciou que não negociará com o Chelsea, o qual, segundo meios de comunicação britânicos, ofereceu 19,7 milhões de libras (36,3 milhões de dólares) pelo jogador de 24 anos de idade. O time inglês teria pedido a Robinho que rescinda seu contrato caso queira de fato sair da equipe espanhola.

(Por Mark Elkington)

 
<p>Os jogadores do Real Madrid comemoram a conquista da SuperCopa espanhola, em Madri, dia 24 de agosto. O t&eacute;cnico do Real Madrid, Bernd Schuster, insistiu que sua equipe n&atilde;o pode acomodar-se nos louros da vit&oacute;ria ap&oacute;s ter conquistado, no domingo, a Supercopa da Espanha, em uma partida emocionante contra o Valencia na qual terminou com apenas nove jogadores. Photo by Stringer</p>