Joel Santana sente pressão após novo tropeço da África do Sul

domingo, 22 de junho de 2008 12:13 BRT
 

Por Mark Gleeson

JOHANESBURGO (Reuters) - O técnico da África do Sul, Joel Santana, acordou neste domingo sob um coro de críticas depois que seus esforços redundaram em mais um desempenho medíocre a caminho da Copa do Mundo de 2010.

O treinador brasileiro, encarregado de montar um time competitivo até a África do Sul sediar o torneio daqui a menos de dois anos, foi repreendido após o empate sem gols de domingo em casa contra Serra Leoa, um país colocado quase cem posições abaixo de sua equipe.

"Show de horrores do atrapalhado Bafana", estampava o jornal Sunday Independent, alegando que a seleção afundou mais do que nunca após o empate no grupo classificatório para a Copa do Mundo.

O diário Sunday Times disse que há dúvidas sobre o futuro de Santana, que assumiu o lugar de seu compatriota Carlos Alberto Parreira no mês passado.

"Santana deveria aceitar a culpa por iniciar a partida com um único atacante e dois volantes", opinou o jornal City Press.

O empate deixa a África do Sul diante de uma constrangedora eliminação prematura em sua busca por uma vaga na Copa da África de 2010, um torneio que acontece seis meses antes da Copa do Mundo e que proporciona às seleções africanas uma oportunidade valiosa para se preparar.

O time precisa vencer as duas partidas restantes em seu grupo em casa, contra a Nigéria em setembro e a Guiné Equatorial em outubro, para ter qualquer chance de progredir. Os oito melhores segundos colocados também disputam a segunda fase.

Os temores de que a África do Sul pode não se mostrar competitiva em 2010 têm encontrado muitas vozes, inclusive de Joseph Blatter, presidente da Fifa.

"É importante que a nação anfitriã tenha um bom desempenho", disse Danny Jordaan, executivo-chefe do comitê organizador da Copa do Mundo, a um comitê parlamentar na Cidade do Cabo na semana passada.

"Se Bafana não mostrar serviço a torcida local ficará decepcionada e desiludida."