COI diz que Pequim foi "escolha sábia" para Olimpíada

sábado, 5 de abril de 2008 13:13 BRT
 

Por Melanie Lee

CINGAPURA (Reuters) - O Comitê Olímpico Internacional (COI) não se arrepende da "sábia escolha" de Pequim para ser a sede dos Jogos Olímpicos deste ano, afirmou seu presidente neste sábado.

Jacques Rogge afirmou ainda que o COI não vê um "momento propício" para qualquer tipo de boicote aos Jogos pelos governos.

A China, que conquistou em 2001 o direito de ser a sede dos Jogos Olímpicos, enfrenta uma crise de relações exteriores depois de ter reprimido rigorosamente marchas de monges no Tibet.

Rogge afirmou que a oportunidade de levar os Jogos para a nação mais populosa do mundo significa que o COI fez a escolha certa.

"O COI considera que fez uma sábia escolha em premiar Pequim com os Jogos e não se arrepende", disse Rogge numa coletiva de imprensa em resposta à pergunta sobre o histórico de direitos humanos na China.

"Nós temos um tremendo valor agregado em trazer esportes e a Olimpíada para um quinto da humanidade."

As marchas lideradas por monges budistas no Tibet se transformaram num protesto anti-China em Lhasa e iniciou uma série de manifestações pela região.

A China culpa o Dalai Lama e seus seguidores por estimular a violência em Lhasa para tentar desacreditar os Jogos Olímpicos. O líder budista de 72 anos tem expressado repetidamente seu apoio aos Jogos.   Continuação...