February 6, 2008 / 11:16 AM / 9 years ago

Federação espanhola condena torcedores racistas na F1

3 Min, DE LEITURA

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A Real Federação Espanhola de Automobilismo divulgou nota nesta segunda-feira em que manifesta "seu mais absoluto repúdio" aos torcedores que durante o fim de semana fizeram manifestações racistas contra o piloto britânico Lewis Hamilton no Circuit de Catalunya, em Barcelona.

A nota da entidade foi uma resposta à Federação Internacional de Automobilismo (FIA), que exigira um relatório completo sobre o incidente. Uma fonte próxima à entidade que dirige a Fórmula 1 disse que a Espanha chegou a ser ameaçada de perder os seus dois GPs da temporada.

Hamilton, primeiro piloto negro da categoria, vice-campeão logo na sua estréia, em 2007, foi insultado durante testes realizados no circuito catalão com sua McLaren.

O inglês de 23 anos se tornou uma personalidade odiada na Espanha devido à sua rivalidade com o piloto espanhol Fernando Alonso, que foi companheiro de equipe de Hamilton no ano passado e agora está na Renault, onde havia se sagrado bicampeão.

"A Federação quer demonstrar o seu mais absoluto repúdio a estes incidentes incompreensíveis e demonstrar seu apoio e solidariedade à escuderia McLaren e muito especialmente ao piloto Lewis Hamilton", disse a entidade local em um comunicado.

"Este tipo de energúmenos, que confundem rivalidade esportiva com violência, precisam saber que a Federação terá tolerância zero com eles."

Em outra nota, a administração do Circuit de Catalunya disse que não permitirá que "nem o menor dos incidentes se repita dentro de suas instalações". Novas medidas devem ser implantadas para os testes no local no final de fevereiro e para o GP da Espanha, em abril. O circuito também ameaçou processar os autores dos insultos caso o automobilismo espanhol sofra sanções.

O próximo teste de Hamilton será nos dias 12 a 14 no circuito de Jerez, no sul da Espanha.

Os jornais espanhóis disseram no domingo que Hamilton era vaiado e insultado por torcedores sempre que passava do motorhome da equipe para a pista.

Em 2007, Alonso acusou a McLaren de favorecer Hamilton e se desentendeu com a equipe por não receber um status de primeiro piloto.

Hamilton lamentou o comportamento da torcida. "A única coisa que eu fiz foi tentar dar o melhor de mim e ganhar o campeonato", disse ele ao site sportlifepress.com.

"Em nenhum momento tentei deliberadamente prejudicar Fernando, mas a luta foi muito dura e minha imagem na Espanha foi severamente afetada."

Incidentes racistas são relativamente comuns no esporte espanhol, especialmente no futebol. Em 2004, jogadores negros da seleção inglesa disseram ter recebido insultos racistas durante um amistoso na Espanha.

Reportagem de Simon Baskett, em Madri

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below