Hamilton vê-se sob pressão para vencer no circuito de seu país

quarta-feira, 2 de julho de 2008 10:55 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - Os britânicos estarão ansiosos para ver seu compatriota Lewis Hamilton vencendo o Grande Prêmio da Inglaterra, no domingo, e recuperando-se depois de passar duas corridas sem marcar pontos.

Após o também britânico Andy Murray ter virado uma partida de tênis que perdia para chegar às quartas-de-final de Wimbledon, o piloto da McLaren, 23, espera seguir o exemplo de recuperação e cravar um bom resultado em Silverstone.

Diante de uma série estonteante de compromissos sociais e promocionais na semana que antecede a corrida e da previsão de que o evento de três dias fique lotado (com 240 mil espectadores no total), todos os olhos estarão voltados para Hamilton.

Ainda assim, o jovem piloto, que conquistou a pole position no Grande Prêmio da Grã-Bretanha no ano passado antes de ficar em terceiro lugar, vem tentando acalmar as expectativas.

Hamilton também busca rebater os temores de que o campeonato pode estar escapando dele, já que o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, abriu agora uma vantagem de dez pontos em relação ao britânico. E a temporada já chegou a sua metade.

"Kimi (Raikkonen) estava 17 pontos atrás de mim a duas corridas do final, no ano passado", afirmou Hamilton no site da McLaren (www.mclaren.com) a respeito do piloto da Ferrari que conquistou o título da temporada de 2007.

"O fato de que ele não apenas voltou à disputa, mas de que também conquistou o campeonato, mostra a vocês o quão imprevisível pode ser essa modalidade esportiva. Nunca se deve contar com algo que ainda não aconteceu."

"E é por isso que ainda estou confiante e concentrado", acrescentou Hamilton, que caiu para o quarto lugar na classificação geral depois de liderar o campeonato com uma vitória na Austrália, em março, e outra vitória em Mônaco, em maio.   Continuação...