Desbocado, Mourinho irrita diretor do Catania

terça-feira, 16 de setembro de 2008 12:06 BRT
 

MILÃO (Reuters) - O técnico José Mourinho, da Inter de Milão, foi chamado de "bocudo" pelo presidente-executivo do Catania, rival da Série A, nesta terça-feira, depois de uma impressionante troca de insultos entre a dupla.

Mourinho, conhecido por seus comentários incendiários como técnico do Chelsea, começou a briga no sábado, quando disse que seu time merecia ter derrotado o Catania por 5 x 1, apesar de só conseguir uma vitória de 2 x 1 graças a dois gols contra.

Pietro Lo Monaco, presidente-executivo do Catania, reagiu dizendo que Mourinho havia insultado toda a cidade siciliana, acrescentando que ele corria o risco de "ter os dentes arrebentados".

Lo Monaco rapidamente se desculpou pelo comentário, dizendo que era um ditado siciliano e que não é partidário da violência.

O divertido Mourinho brincou em resposta, dizendo ter ouvido falar do Grande Prêmio de Mônaco mas não do dirigente do Catania, a quem acusou de usar o nome como publicidade gratuita.

Na terça-feira, Lo Monaco teve a rara atitude de divulgar um comunicado no site oficial do Catania (www.calciocatania.it) denunciando o técnico português.

"A Inter, e digo isso com plena convicção, tem a equipe mais forte da Europa. É uma pena que tenham demonstrado ter o técnico mais bocudo do continente", dizia o extenso comunicado.

Mourinho vinha se contendo em seus comentários públicos desde que chegou à Inter em junho, enquanto se acostumava à imprensa italiana.

Mas recentemente ele saiu do casulo e também se envolveu em trocas verbais com o técnico da Juventus, Claudio Ranieri, seu antecessor no Chelsea.