Tocha olímpica desembarca em Pequim em meio a rígida segurança

terça-feira, 5 de agosto de 2008 14:07 BRT
 

Por Lindsay Beck

CHENGDU, China (Reuters) - A tocha olímpica chegou à capital chinesa na terça-feira depois de ter sido recebida com muita festa na região sudoeste do país, palco de vários abalos sísmicos recentemente.

O desembarque do símbolo olímpico ocorre em meio a esforços feitos pelo governo da China para garantir um final feliz para o problemático périplo internacional da tocha.

Os moradores de Pequim foram avisados de que encontrarão um forte esquema de segurança nas ruas para evitar mais percalços -- e publicidade negativa -- na última perna do trajeto, pouco antes da cerimônia de abertura dos Jogos, na sexta-feira.

"Esse é o orgulho do povo chinês", afirmou o operário Xu Min, em meio a uma alegre multidão reunida para acompanhar a passagem da tocha por Chengdu, capital da Província de Sichuan, onde 70 mil pessoas foram mortas em maio por um terremoto.

No entanto, no extremo noroeste do país, persistiam as dúvidas sobre a atividade de dissidentes e sobre o desrespeito aos direitos humanos. Na segunda-feira, supostos separatistas islâmicos mataram 16 policiais em uma ação descrita pelo governo como um "ataque terrorista".

Policiais antimotim lotaram as ruas da antiga cidade de Kashgar (palco do ataque) e pararam vários carros para revistá-los. No exílio, grupos dissidentes disseram que muitos muçulmanos da região haviam sido detidos e que alguns sofreram espancamentos. O Japão protestou depois de a polícia ter agredido dois jornalistas japoneses presentes na área.

MÁSCARAS NEGRAS

O governo e os coordenadores da Olimpíada tentam diminuir a importância do ataque, garantindo que os 10.500 atletas de 205 países não correrão riscos dentro da China.   Continuação...